Uma em cada 12 pessoas no mundo pode ter hepatite B ou C, sem saber. Não há sintomas e o vírus não é detectado em exames de rotina. Tem certeza que você não tem? Faça o exame, é gratuito.

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Engordar após o tratamento da hepatite C

Não sei vocês, mas quando eu comecei a ler sobre a hepatite C, passei a ter mais medo do tratamento do que da própria doença. Li muitos relatos sobre as consequências do tratamento e a perda de peso estava entre elas. Lembro de ter pensado: “tinha que ter uma coisa boa, né?” (rs).


Foto: xJasonRogersx - Flickr

Embora haja casos de pessoas que não perdem peso, o mais comum é acontecer. Por isso tratei de dar uma engordadinha antes de começar a tomar os medicamentos (com uma grande ajuda da minha mãe, que insistentemente me lembrava que eu tinha que ganhar peso). Assim, comecei o tratamento com 54 kg. Após 6 meses, quando parei com os remédios por não ter respondido, estava com 48 kg.

As pessoas também costumam contar que, após o tratamento, ganha-se todo o peso de volta, muito rápido, e, de “brinde”, até uns quilinhos a mais. Agora vocês me perguntam:
“Faz quase 10 meses que você terminou o tratamento. Engordou?”

A resposta é sim. Mas calma: eu engordei de forma controlada, premeditada e acompanhada. A cada consulta, minha nutricionista comemora o meu ganho de peso, sendo que o índice de gordura corporal está hoje até um pouco menor do que no quarto mês de tratamento (quando comecei a medi-lo).

Eu aproveitei o período de tratamento - quando a deficiência de zinco altera o nosso paladar e tira o sabor das coisas - para começar uma reeducação alimentar. E venho empreendendo-a desde então, nada muito radical, mas com disciplina e foco na minha saúde e bem-estar. Não é fácil, nem tanto pelas coisas que deixo de comer, mas pelas coisas que preciso comer (considerando minha rejeição por frutas, verduras e legumes). Mas estou caminhando...

Qual o objetivo deste post? Dizer que o ganho rápido e “abusivo” de peso após o tratamento com interferon/ribavirina não é uma consequência da qual não possamos fugir - como eu achava que seria perante o que via relatado na internet. O problema é a gente resolver recuperar o tempo perdido quando voltar a sentir o sabor das coisas... aí não vai ter jeito.


PS: Alguns podem se perguntar: tanta coisa para se preocupar em relação à hepatite C e os efeitos colaterais do tratamento e você estava preocupada com isso??? TAMBÉM. E lembremos que, antes de uma questão estética, estamos falando de saúde.
Mas não vejo problema algum em nos preocuparmos com a aparência - antes, durante e após o interferon. Como disse minha dermatologista quando eu estava em pleno tratamento: “bota uma maquiagem nesse rosto, que faz bem pra auto-estima”. E realmente fazia.

21 comentários:

  1. E não é só a questão estética, a gordura abdominal pode ir para o fígado, causando então esteatose, prejudicando as funções hepáticas. Manter uma alimentação saudável e a prática de exercícios físicos é básico para a saúde de qualquer ser humano, principalmente os que tem problemas no fígado.
    O aumento de peso também é comum e indesejado nos transplantados hepáticos.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Flor

    Acho, também, que controlar o peso é importante e para os hepáticos. Também engordei após o tratamento, mas logo voltei aos meus treinos de corrida e retomei as rédeas do condicionamento físico.
    O que achei pior foi a musculatura que estava enfraquecida após 48 semanas de sedentarismo.
    Mas agora a coloquei, na marra e com muito suor, no jeito. Como é bom retomar o ritmo :)
    E só pra lembrar, quanto menos gordura no fígado, maiores a chance de sucesso no tratamento e resposta sustentada. Por isso, manter-se em forma deveria ser uma obrigação para nós.

    T+

    ResponderExcluir
  3. Pessoal, obrigada pela contribuição.

    Coincidência ou não, hoje no blog Hepatitis C New Drugs / Janis and Friends foi publicado um texto sobre a influência da obesidade na progressão dos danos da hepatite C. Segue o link:


    Chronic Hepatitis C body weight and disease progression

    ResponderExcluir
  4. É uma colocação importante.´Só pela estética ,já ´preocupa.Se pensarmos em saúde, vem o "pacote" junto:possível esteatose, resistência á insulina ou mesmo o diabetes em si; cansaço; e outros males que podem aparecer por esse motivo.
    abs

    ResponderExcluir
  5. Saudades do teu blog Flor, mas ando extremamente preguiçosa rsrsrs. Engordei 6 quilos depois do tto e vou ler tua postagem com bastante carinho depois rsrsrs.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Oi Flor!

    Estou acompanhando seu blog sempre, as minhas duvidas sao enormes, fiz o tratamento e nao tive resposta, agora estou engordando muito, e nao tenho disposiçao para fazer exercicios. Meu casamento esta um desastre, meu esposo parece nao ter aceitado muito bem tudo isto. Estou precisando de amigos para conversar sobre o assunto. Depois do tratamento comecei a sentir muito cansada, qualquer coisa me cansa como se eu tivesse ficado muio abalado com todos os remedios e antes disto eu nao sentia nada.
    Durante o tratamento senti mal mas nao foi tanto o quanto as pessoas falam, trabalhei, e havia dias que sentia pior, sera que isto interferiu na resposta ao tratamento.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  7. meu marido acabou o tratamento de hepatite c a duas semanas e ta muito nervoso e quebrando tudo. o que esta acontecendo? durante o tratamentpo ele consegui se controlar e nunca se alterou .

    ResponderExcluir
  8. Olá pessoal, descobri a pouco que meu marido é portador do vírus da hepatite c, felizmente o meu exame deu negativo, ele vai iniciar o tratamento através do SUS, e estou muito preocupada pois ele tem muito enjoo, acho que é um sintoma, é muito novo e me assusta muito...
    Obrigada.
    Gil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fica tranquilo , no começo vai ter bastante enjoo , estou na 34 semanas de tratamento , INTERFERON , 5 COMPRIMIDOS DE RIBAVIRINA , E UMA INJEÇAO DE FILGASTRINA , O MELHOR DE TUDO É QUE O VIRUS NEGATIVOU NAS 12 SEMANAS , ELE TEM QUE FAZER UM TRATAMENTO TRANQUILO , NAO SE EXTRESSAR , A AJUDA DA FAMILIA É MUITO IMPORTANTE , NAO CONTAR PARA PESSOAS QUE ESTA FAZENTO O TRATAMENTO ! ABRAÇO BOA SORTE FELEIZ NATAL.

      Excluir
  9. Fiz o tratamento pela 1ª vez durante 1 ano e o vírus não negativou. Estou terminando o 2º tratamento que durou 1 ano e meio. Faltam 4 vacinas (Graças à DEUS). Hojetive consulta com meu médico e perguntei pq muitos pacientes com quem eu havia 'convivido' durante o tratamento comentavam que perderam muito peso e no meu caso foi diferente: estou 12 kilos acima do peso! Ele disse que não há nenhuma comprovação científica para explicar pq algumas pessoas emagrecem e outras engordam... Não fiquei satisfeita com a resposta claro, e tudo o que quero e preciso (por ordens médicas) é perder peso. Quando eu não sabia da Hepatite C eu tinha 63 Kilos e hoje meu peso varia entre 73 à 75 kilos. Estou DESESPERADA!!! Meu médico "brigou" comigo pois recorri a remédios para emegrecer. E quem tem esta doença, não pode tomar qq remédio. Ele é adepto da malhação e da boa alimentação. Só que trabalho fora, não tenho horário certo para comer, nem sempre faço às 3 refeições mínimas diárias, quem dirá tempo para fazer alguma atividade física. Não sei o que fazer... Tem a questão estética, claro... e por outro lado a saúde. É uma doença licenciosa e misteriosa...
    Surya!

    ResponderExcluir
  10. Olá pessoa! Parabéns pelo blog, é bem informativo e temos a chance de aprender mais sobre essa doença tão silenciosa.
    Bem, sou personal trainer e tenho uma aluna com hepatite C crônica, parte do fígado dela já está necrosado. Mas mesmo assim, ela é muito dedicada aos exercícios pq a deixa com mais disposição e energia. O meu conselho é não deixe de fazer exercícios fisicos que seja num paque ao ar livre ou numa academia e até mesmo em casa. Procure um profissional qualificado especialista no assunto e cuide-se, ame-se e viva ou conviva com a doença o melhor que conseguir... Seja feliz mesmo sabendo que que a doença existe em vc.
    Abraços
    Professora Cláudia Mayra

    ResponderExcluir
  11. Engravidei aos 43 anos, sem programar e já tendo uma filha de 18, quando me surpreendi com um resultado de hepatite C. Fiquei desesperada. Pior ainda saber que nada poderia ser feito com relaçâo a tratamento e tinha medo do bebê nascer infectado. Meu parto foi normal com 36 semanas e dei à luz uma menina saudável e linda: Sophia. Amamentei durante 1 ano. Após esse período, iniciei a trajetória rumo ao tratamento: exames, biópsia e etc... Processo deferido, iniciei a rotina numa policlínica do SUS na minha cidade. Detalhe: genótipo 1, 48 semanas de tratamento. Meu maior medo não foi do tratamento, e sim da falação de quem ficou sabendo da minha doença, do preconceito, da desinformação das pessoas, até mesmo de dados sem noção em alguns sites e blogs. Não tive nenhum efeito colateral desagradável, somente enjôo e falta de apetite nos primeiros dias que se seguiam à aplicação do interferon. Um pouco de cansaço, mas não me entreguei, não perdi um dia de trabalho, cuidei da Sophia, aliás, foi a minha maior força pra levar tudo adiante. Já faz um ano e quatro meses que terminei o tratamento, com resposta sustentada, me sinto curada e feliz. Acho que cada um é responsável pela sua cura, pelo sucesso ou não do seu tratamento. Ficar lamentando a doença, pedindo piedade aos que se aproximam, só piora as coisas. O remédio está dentro de nós, pela nossa força para combater o mal, pela vontade de viver, pelo desejo de superação e principalmente pela nossa capacidade de escolher a ajuda das pessoas certas, não dar ouvidos a coisas negativas, que nos deprimem e destroem nossa auto-estima, que já está um tanto abalada. E acima de tudo, acreditar que DEUS é a principal ajuda e que a fé e esperança por qualquer cura vem DELE.

    ResponderExcluir
  12. tenho 20 anos e 1m73cm e peso 63km e pesava 89km e a seis meses venho perdendo peso enxaradamente.estou precupada pois posso sta cm uma doença seria e ja fui p varios medico e ja tormei varios remedio e nenhum funciona o q faço?sera q vou morrer?

    ResponderExcluir
  13. Olá pessoal do Animando-C,
    Tenho 36 anos e a minha descoberta, tb, foi no susto, por incrível que parece, nunca médico algum havia me pedido esse exame.
    Sou asmática, e num exame médico para academia tive um alteração em meu eletrocardiograma por conta de uma crise brava que eu estava passando, assim fui encaminhada para um cardio, o Dr. me revirou, disse que achava um absurdo as academias pedirem apena um eletro para os seus alunos..... ele queria saber como estava a minha saúde por inteiro. Graças a Deus.
    Ele de fato me revirou, nunca fiz tantos exames de uma só vez, e oi ai que fui diagnosticada com a C.
    Não sabia nada da doença e por incrível que parece a maioria das pessoas que eu conheço tb não sabiam muito ou quase nada.
    Em fim, passei por todos os exames necessários, fiz minha biopsia no dia 26/12, pois queria ter a chance de brindar um ultimo Natal antes de iniciar a minha luta.
    Tudo que eu lia me apavorava, meu médico me deixou muito segura, tanto que não iniciei meu tratamento de cara, ele queria que eu assimilasse a doença, que aceitasse que estava doente, pois é difícil vc aceitar que está dente sem sentir nada....então, aos poucos fui me preparando para o pior panorama de tratamento, e mais uma vez, pela graça de Deus, o pior não veio.
    Passei pelo tratamento de forma até que tranquila, tive alguns efeitos, como cansaço, desamino, um pouquinho de depressão (mas tenho anjos/amigos que ajudam barbaramente), alergias nas mãos, e alguns outros..... Mas tudo tranquilo.
    Continuei na academia, firme e forte, treinava de 2 a 3 horas por dia, todos os dias, só não ia para lá quando estava muito atacada da asma ou muito cansada, mas foram poucas vezes. Meu genótipo também é 1 e exige 48 semanas de tratamento, negativei na 16 semana, mas meu médico seguiu o protocolo e permaneci com o Peg-Interferon + Ribavirina por mais 40 semanas, totalizando 1 ano e dois meses. Tive alta faz um ano e me sinto muito bem, engordei bastante, antes do tratamento pesava 54 kilos, durante fui para 49/50 e hoje estou com 58....Mas também estou meio parada, preguiça total de academia. Mas estou bem, me sinto vitoriosa e torço para que todos que enfrentam essa doença consigam a cura sustentada. Um abraço pra todos e saúde.
    Tatiana Abreu

    ResponderExcluir
  14. fiz o tratamento da hepatite c durante 48 semanas e estou indetectavel virus mas passei um sufoco no tratamento pelos efeitos adversos mas hj me sinto curado da hepatite graças a DEUS.

    ResponderExcluir
  15. niko - bombinhas sc9 de dezembro de 2012 20:03

    Estou na vigésima semana de tratamento, e o vírus não está dando contagem, será que é comum isso acontecer?

    ResponderExcluir
  16. Tenho 49 anos e descobri por acaso que tenho Hepatite C , fiz o tratamento pelo SUS durante 24 semanas e tinha muita dor de cabeça que não me impediu de continuar trabalhando.Acho que a cura esta dentro de nós de não se abater diante de um ser tão minusculo que é o virus HCV . Enfrentei o tratamento e venci , pois Deus me deu a oportunidade de saber que estava com a doença e me deu a chance de lutar contra ela , e quantas doenças que não existem cura e a pessoa luta . Quero viver muito e não ser um virus que vai me impedir . Consegui negativa-lo e tenho certeza que todos conseguirão e que em breve surgirá a vacina ou o farmaco para acabar com essa epidemia . Durante o Tratamento baixei dos 95 ks para 78 kgs , pois estava inchado devido a bebida que eu ingeria muito . Hoje estou com 86 kgs e fazendo musculação e corrida e me sinto que a minha esta começando novamente . Boa sorte a todos que irão iniciar o tratamento e não tenham medo não é nenhum bicho feio é a chance de cura

    ResponderExcluir
  17. era portador da hepatite c ,,agora nao tenho mais ..mas nunca mais voltei a ser o que era antes minha saliba parece cola e tenho a boca sempre seca e meu esperma parece cola ,,,algguem que ficou bom me pode dizer se esta assim como eu ...obrigado

    ResponderExcluir
  18. ola tenho 36 anos e contrai hepatite c mas fiz um tratamento em 2004 ,,e agora fiz tres vezes analises e nao tenho mais hepatite c ,,mas nunca mais voltei a ser o mesmo ,,tenho sempre a boca seca a minha saliba parece cola o meu esperma o meu sangue todo ,,,gostava de saber se isso acontece com toda a gente que faz tratamento e fica curado se fica como eu com estes problemas ,,isto e normal ..obrigado

    ResponderExcluir
  19. Pessoal tenho a hepatite C cronica meu figado esta cirrotico e em fevereiro comecei meu tratamento pelo SUS com interferon e ribavirina depois de 30 dias comecei com o Telaprevir , emagreci 1 kilo por semana depois de 30 dias que eu estava tomando os 3 medicamentos fiquei tão fraca e fui parar no hispital com a hemoglobica a 7,2 fiquei internada 4 dias e fiz 7 transfusões de sangue quando sai do hospital tive q parar o tratamento, fiz a carga viral e tinha zerado.
    Hoje estou na espera de outra medicação mas a carga viral infelizmente voltou entrei na academia pois estou engordando, mas não sei se posso fazer exercícios fisicos, alguém sabe me informar? Apesar de tudo q passei sei q Deus esta di meu lado e vou vencer essa batalha. Por isso aconselho a não desistirem nunca.

    ResponderExcluir
  20. Boa Tarde meu nome e Júlio tenho 37 anos e estou na luta contra a hepatite a 5 anos atrás fui diagnosticado com a hepatite mas como minha taxa viral era muito baixa não conseguia iniciar meu tratamento , após 5 anos fiz a taxa novamente e deu que ja esta na hora de fazer o tratamento estou ansioso pra fazer dia 28 tenho a consulta com a médica pra defenir qual o melhor tratamento sinto muito fadica e me canso fácil sei que isso é devido a hepatite por isso vou começar essa luta que Deus não me desampare nessa hora estou otimista que a cura vira e essa doença será passado na minha vida que Deus esteja com todos nois amem

    ResponderExcluir

Oi! Que legal que vc vai escrever alguma coisa! Assim, vc ajuda a "dar alma" ao blog.
Gostou? Não gostou? Quer dar sua opinião? Acrescentar mais alguma coisa? Compartilhar sua experiência? Será muito bem-vindo!
Um abraço!


PS: Fique atento que os comentários são indexados pelo Google. Portanto, se você quiser permanecer anônimo, não comente usando sua conta do Google, mas sim como "anônimo" ou com um nome fictício, ok?