ALERTA: Uma a cada 12 pessoas no mundo pode ter hepatite B ou C, sem saber. Não há sintomas e o vírus não é detectado em exames de rotina. Tem certeza que você não tem? Faça o exame, é gratuito.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Sendo feliz, apesar da hepatite C

Receber o diagnóstico de uma doença grave como a hepatite C é um choque para a maior parte das pessoas. Medo, angústia e raiva são alguns dos sentimentos comuns nesse momento. A partir daí, algumas pessoas precisarão mudar seu estilo de vida, incluindo parar de ingerir álcool e começar a ter uma rotina de exercícios físicos. Algumas terão de fazer o tratamento, outras não. Algumas terão sucesso com o tratamento, outras não. Algumas terão de ser submetidas ao transplante, outras não.

Se vamos morrer?? Claro que sim, todo mundo morre um dia! Pode ser amanhã atravessando a rua, pode ser daqui a 50 anos. Com hepatite C ou sem hepatite C.

A decisão que se tem a tomar é: como vamos viver a vida que temos? Nos lastimando por causa dessa doença? Ok, é uma droga, mas deixaremos que isso estrague os lindos [e muitos!] dias que temos pra viver?

Se você é leitor do Animando-C e acompanha e minha história, sabe que EU não deixo que a hepatite C estrague nada na minha vida. Claro que tenho meus medos, como todo mundo. Mas eles não me dominam. Não são eles que controlam a minha vida. Quem controla minha vida sou eu.          

O medo não me domina.


E é por isso que ando meio sumida por aqui, como já expliquei para vocês no final do post Hepatite C e estratégias para manter-se saudável. Com uma rotina diária puxada, não resta muito tempo para que eu possa escrever novos posts para o blog com a frequência que eu gostaria. Também não tenho novidades em minha vida em relação à hepatite C para compartilhar: faço os exames de controle a cada seis meses e os resultados têm sido estáveis. Enquanto continuar assim, vou aguardando o lançamento de novos remédios em fase relativamente avançada de pesquisa, com previsão de fazer o retratamento em 2014.

Apesar disso, o blog continua ativo, com cada vez mais leitores e muitos feedbacks incríveis que enchem meu coração de alegria e mostram que todo o trabalho que tive nesses anos de Animando-C valeu a pena. É muito gratificante saber que coisas que escrevi lá em 2009 continuam ajudando as pessoas até hoje.

Hoje venho compartilhar com vocês mais uma conquista desse meu projeto de ser feliz a cada dia, apesar da hepatite C. Vocês já leram aqui no blog como foi a primeira grande aventura nesse sentido: minha viagem para Nova York em 2010 para assistir ao show dos New Kids on the Block. Desde lá, muitas têm sido as conquistas: grandes e pequenas. Dessa vez, acabo de voltar da Disney com a minha filha, onde passamos 10 dias totalmente mágicos!

Hepatite C, a gente está preparado pra lutar (rs).

Eu, que não conhecia a Disney ainda, chorava de emoção sem parar. Não teve um dia sequer de parque que eu não tenha chorado no mínimo umas três vezes. E agradeci muito a Deus por aquela oportunidade. Ver minha filha sendo tratada como princesa por onde passava, divertir-se nos brinquedos, jantar no castelo da Cinderela na companhia das princesas DE VERDADE, dançar com o Woody, Stitch e Tico e Teco, os sorrisos, os olhos brilhando... tudo isso valeu cada centavo que eu gastei para concretizar essa viagem, com as dificuldades que só eu sei - e também só eu preciso saber (rs).


Compartilho com vocês o que escrevi para meus amigos quando cheguei:

Tem a tristeza de voltar, mas tem a alegria de estar em casa com quem a gente ama. We are back! A gente passa por muitas coisas na vida, mas tem algumas coisas que passam por nós transformando-nos de alguma forma, marcando-nos de uma forma especial. Muita gente achava que a Amanda era muito nova pra ir pra Disney agora. Se elas vissem o quanto ela curtiu cada segundo, a experiência de ter sido tratada como princesa de verdade e o encontro com os personagens DE VERDADE, perceberiam que foi a hora certa. Em certo momento ela até teve dúvidas se alguns personagens eram reais, porque "eles não piscavam o olho". Até que ela os viu piscando. Imaginam a felicidade dessa criança ao ver um piscar de olho? Pra ela significava: era tudo verdadeiro! E alguém aqui poderia dizer o contrário? Não há nada mais verdadeiro que tudo aquilo lá!
Se eu mentia pra minha filha? Em momento algum! Ela perguntava: 
"- É o Nemo de verdade, Mamãe?"
Eu respondia: "- Parece de verdade pra vc?"
"- Parece."
E eu: "- Pra mim tb parece."
Aliás, era o Nemo de verdade mesmo. ;)


E adivinhem o que eu pedi quando joguei minha moedinha no poço encantado da Cinderela?
A nossa cura, claro!



Então, se existia alguma dúvida de que um dia eu ficaria curada, agora não existe mais. Porque até quem não acredita em mágica passa a acreditar depois que conhece a Disney. Que a Medicina faça o seu papel e, se ainda assim não adiantar, que se faça a mágica! Porque esses dias na Disney só me fizeram confirmar o que eu já sabia: sonhos podem se realizar...



When you wih upon a star
When you wish upon a star Makes no difference who you are Anything your heart desires Will come to you If your heart is in your dreams No request is to extreme When you wish upon a star As dreamers do Fate is kind She brings to those who love the sweet fullfillment of their secret love Oh, Like a boat out of the blue Fate steps in and see's you through When you wish upon a star Your dreams come true If your heart is in your dreams No request is to extreme When you wish upon a star As dreamers do Woah, when you wish upon a star Your dream comes true... mmmm