Uma em cada 12 pessoas no mundo pode ter hepatite B ou C, sem saber. Não há sintomas e o vírus não é detectado em exames de rotina. Tem certeza que você não tem? Faça o exame, é gratuito.

terça-feira, 19 de maio de 2009

A cara da Flor

Por que eu preferia não me identificar? Porque não quero ser conhecida como "aquela da hepatite C", não quero que as pessoas me vejam como doente, não quero que me julguem, não quero sofrer preconceito, não quero que minha filha ouça piadinhas a esse respeito quando crescer mais um pouco.

Por que mostrar a cara? Se eu estou lutando tanto para acabar com o preconceito, para mostrar que sou uma "pessoa normal" e que muitas "pessoas normais" como eu - saudáveis e sem sintomas - também podem ter o vírus, não seria coerente eu continuar optando pelo anonimato. Então, assumo a minha responsabilidade social e encaro a situação de frente.

Àqueles que me apóiam, muito obrigado.
Àqueles que porventura não entenderem, é uma pena. Mas eu continuo sendo a mesma - meio metida, toda certinha, falando demais, mas no fundo uma boa pessoa (rs). Tenho o vírus, mas não sou doente. E você NUNCA pegará esse vírus de mim - pode ter toda a certeza do mundo em relação a isso (ele está bem guardadinho aqui dentro - não dou e não vendo*!).
* E se vendesse, ficaria rica, porque ô bichinho pra se multiplicar! Queria que os meus centavos fizessem isso também (rs).

Meu nome é Ana Paula, sou gaúcha de Porto Alegre, gremista, morando em Brasília desde 2001. Tenho 31 anos (mas olha que carinha de 20!). Fui infectada pelo vírus da hepatite C quando era criança, numa transfusão de sangue (devido a uma cirurgia que fiz por causa de uma pneumonia muuuuito grave). Se eu tenho algum sentimento ruim em relação a isso? Absolutamente nenhum, pois esse procedimento salvou minha vida na época e é por isso que estou aqui, pra contar essa história pra vocês. É claro que gostaria de não ter recebido aquele pacotinho de sangue "premiado". Mas isso é fato consumado e estou aprendendo a lidar com a situação da melhor forma possível.
Sim, assumo que "sou o número 12**" e me junto à lista de celebridades que também assumiram... Natalie Cole, Pamela Anderson, Karen Matzenbacher. Mas, por favor, não insistam: EU NÃO VOU POSAR PARA A PLAYBOY (rs rs rs)!!!






** Agora uma piadinha para o meu chefe (quem é do BB vai entender): eu também sou o número 12 no TAO!


RECADINHO
Para os meus parentes e amigos que estão longe e que certamente vão ficar chateados pelo fato de eu não ter contado antes: desculpem, mas foi também para preservar vocês - o que os olhos não vêem, o coração não sente.

43 comentários:

  1. Angela Ruth Salles19 de maio de 2009 12:04

    olá, Ana Paula, gostaria de parabenizá-la pelo blog e pela iniciativa em desmistificar essa doença.
    Cheguei até aqui pela resportagem de hoje no Correio Braziliense e lendo o post de hoje tenho que concordar que a carinha é de 20 mesmo.
    Felicidades.

    ResponderExcluir
  2. Viva!!!!
    E ainda colocou a foto mais linda...
    parabéns pela coragem
    Dri*

    ResponderExcluir
  3. Êta menininha que não foge de uma briga, ainda mais quando é para o bem de todos. Boa escolha, lutar pela felicidade e contra o preconceito. Estou feliz por sua iniciativa.

    ResponderExcluir
  4. Poxa meu amor!!! Sempre me orgulhei d vc, mas desta vez vc se superou...Amo vc muito e sem querer fiquei sabendo da sua hepatite bem antes. Para mim não fez diferença por isso fiquei queitinha na minha só rezando e lhe dando força... Hj estou feliz pela sua iniciativa estamos morando perto e talvez isto ajudou para q eu viesse para cá. Precisando estou as ordens.... PARABÉNS PELA CORAGEM.

    ResponderExcluir
  5. Linda!!!!

    Tu tá muito poderosa, famosa e maravilhosa!! E descansando um monte, por sinal!!! hihihi
    O blog tá cada dia mais legal, mais completo.
    Tô repassando pra todo mundo!!

    Bjss

    ResponderExcluir
  6. viver sempre, desistir nunca19 de maio de 2009 19:23

    Já que o momento é de revelações, digo que sou o pai da Ana Paula, e tremendamente orgulhoso com a sua fibra para a luta e com sua generosidade para com o próximo. Esta é uma imensa embarcação em que estamos todos dentro, e como já disse, infectados todos, mesmo sem ter o vírus no sangue. De mãos dadas, unidos numa imensa corrente positiva.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ana!!! Que bom que vc tá encarando de frente essa situaçao e é por isso que vc já está vencendo essa barra!
    Um beijao pra ti!!!

    ResponderExcluir
  8. Oi Ana!!! Parabéns pela atitude... concordo contigo que deve se tentar ajudar aos outros. Como sabes, fiz o tratamento durante seis meses, nao foi fácil, pois tenho outros complicacoes, como crohn e anemia cronica... mas valeu... jah fiz exames duas vezes pós tratamento e deram negativos... as chances sao boas de cura. Por isso é muiiiiito importante nao desistir... temos que lutar sempre e nao deixar que esse bichinho nos vença.. somos muito mais fortes que ele!!!!! Bjs Maria Lersch. Sta Cruz do Sul/RS

    ResponderExcluir
  9. Parabéns Ana Paula!!! Fico feliz com sua atitude. É isso mesmo, um rosto lindo assim tem que estar no blog! E adorei sua entrevista no correio, divulgação ampla é o caminho. E a informação correta vai ajudar muita gente. Um grande abraço!!!!!
    Beijim da Carol

    ResponderExcluir
  10. Opa!!!
    Prima! Jura né!! Por favor! Se eu ia me mixa por um bichinho idiota como esse!! hahahah.. Mas precisa de muito mais para me afastar de ti!
    Parabéns pela iniciativa.. e sempre que precisares, estou ae! "...Mesmo que o tempo e a distância, digam não! Mesmo esqueçendo a canção! O que importa é ouvir, a voz que vem do coração!Pois seja o que vier, venha o que vier...."
    Bjão!

    ResponderExcluir
  11. Oi Flor, que ótimo conhecer esse rostinho lindo e cheio de otimismo.
    Criei um perfil aqui para postar no teu blog, mas vida de interferonada vc sabe como é né??? Simplesmente esqueci o login e a senha kkkk.
    Sou a Adriana ("arroz de festa da comunidade Hepatite C").
    Também estou fazendo a campanha aqui em Anápolis, apesar do grande cansaço causado pelos medicamentos e do material de apoio escasso estou tentando fazer minha parte. Como diz a minha amiga Eli lá comunidade: "Trabalho de formiguinha".
    Bjs Flor e este teu espaço é maravilhoso.

    ResponderExcluir
  12. AAAA neemmm para postar tive que usar a conta do google rsrsrs. Não sou frequentadora de blogs, mas este teu blog vale a pena visitar.

    ResponderExcluir
  13. Lá venho eu do outro lado do mar... para te dizer que gostei de te ler, por isso decidi também identificar-me... eu escrevo acerca de mim e das minhas coisinhas, por acaso tenho hepatite C e também escrevo sobre isso. Começo dia 2 de Junho o tal tratamento com o tal fármaco novo. Vou dando noticias. Acho que o que te move neste blogue é bonito, mas acima de tudo, lembra-te que a ignorância das pessoas acerca destes assuntos não é aceitável, os que continuam ignorantes é porque querem, e se o querem são pessoas que não interessam nas nossas vidas.

    Um beijinho,

    ResponderExcluir
  14. Seu Blog está PERFEITO!Parabéns. Se vc precisar de mim estou aqui. Descobri a Hepatite em 1999. Sou A1 F1.

    beijoooooooooooooooooooo

    ResponderExcluir
  15. Aline S. P. tambem conhecida como vida23 de maio de 2009 12:29

    Flor, parabéns pelo seu blog. É bom saber que existem pessoas como você, capaz de expor sua vida e trazer informação e ânimo e outros portadores de hepatite e seus familiares.
    Estarei sempre por aqui. Gde abraço!

    ResponderExcluir
  16. Flor...a escolha de "aparecer" não é fácil eu bem soube disso.
    Mas em qualquer circunstância (portadores...em tratamento...negativados...)temos um trabalho a fazer,eu acredito.Solidariedade, apoio, pesquisa, seja o que for.
    Depois que passamos pela "tsunami", que acordamos,temos até o direito de cruzar os braços ou nada fazer.
    Mas as coisas mudam...para sempre!

    grande abraço!

    ResponderExcluir
  17. boa noite eu nem sei que numero sou pois é vou começa ha luta
    em que vc ja passou e acho que seu blog vai me ajudar bastante
    lindo ver esse sorriso em seu rosto pois nos sabemos como as vezes e dificil sorri né

    ResponderExcluir
  18. Sua face irradia a beleza de seu espirito, sua atitude nobre e extremamente corajosa não passará despercebida, parei de fazer minhas orações quando uma de minhas filhas, a de dez anos, faleceu, vendo seu trabalho tenho vontade de retornar a minhas orações.
    Um beijo no coração! e toda felicidade do mundo pre sua pequenina, são meus sinceros votos!

    ResponderExcluir
  19. Oi minha filha emprestada,
    Encarar tudo desta forma é para gente grande, de alma, coração e cuca. Por mais que as minhas expectativas sejam altas em relação a você, esta foi muito massa, bateu todas as minhas possibilidades de imaginação, um exemplo a ser seguido, um exemplo para mim, Mara, Nina e Lulu. Obviamente que para a minha lindinha amanda também.
    Beijo do tio Marcão.

    ResponderExcluir
  20. Olá Ana!

    Gostaria de agradecer por esse alto astral, essa energia positiva que você transmite. Confesso que me afeta profundamente a opinião dos outros em relação a hepatite C... Estou nesse pesadelo há 4 anos! Desde a descoberta do vírus eu não tenho mais tranquilidade. Nunca mais fui a mesma, embora receba um grande apoio de familires e principalmente do marido e filhas.

    Não faço a menor idéia de como aconteceu a contaminação, nunca fiz tranfusões, tatuagens e fiz apenas 2 cirurgias (cesáreas). Meu maior medo é transmitir o vírus ao meu marido e minhas filhas e já estou ficando psica a ponto do meu marido ligar para o meu médico e reclamar das minhas paranóias e esse ligar para me dar broncas. Seria engraçado se não fosse trágico!

    Para piorar, descobri o vírus quando estava me preparando para engravidar novamente, tenho duas meninas e meu marido pediu um outro filho, achei uma boa idéia, estava com apenas 31 anos e nossas meninas já estavam bem crescidinhas. Bem, depois do choque inicial da descoberta, passamos por alguns médicos e finalmente encontramos um com quem nos sentimos à vontade e meu marido reacendeu a idéia de encomendarmos um outro bebê, mas tenho medo. No ano passado nos mudamos para Noruega, e aqui eles não recomendam a gravidez para portadoras de hepatite C.

    Quando vi você, tão jovem, bonita, mãe e tão corajosa, senti uma inveja BOA...rsrsrs... Queria muito deixar os meus medos de lado e voltar a ter uma vida com a minha família, como era até julho de 2005, cheia de planos. A idade está chegando e os sonhos estão ficando para trás. Por mais que marido me apoie,nsempre carinhoso e otimista, sinto que ele está no limite. Quando encontro pessoas como você reacende em mim a esperança de que tudo pode voltar ao normal.

    ResponderExcluir
  21. Agradeço mais uma vez o carinho de todos: amigos conhecidos ou desconhecidos. Quem me anima são vocês!

    Jane, fico muito contente em saber que, de alguma forma, ajudei a reacender em você a esperança que tudo pode voltar ao normal.

    Com certeza, nada será como era antes: "tudo muda, tudo sempre passará, a vida vem em ondas como o mar, num indo e vindo infinito" (independente da hepatite, as coisas mudam mesmo).

    Mas sim... dá pra levar uma vida normal, porque, apesar da gravidade, a hepatite é uma doença silenciosa. Há quanto tempo tínhamos o vírus sem saber? E levávamos uma vida normal antes, não é? A gente merece viver BEM! Nossa família também merece.

    Precisamos ter cuidado para não contaminar outras pessoas? Sim, exatamente como TODAS as pessoas deviam ter normalmente - e que muitas vezes não têm...

    A contaminação com a hepatite C não é assim tão fácil, porque não costumamos ficar misturando nosso sangue com o de outras pessoas no dia-a-dia :). Cuidado sim, mas sem que isso seja um peso.

    Desejo do fundo do coração que você consiga resignificar sua relação com a hepatite e que possa ser feliz! Estarei aqui torcendo e aberta para trocarmos experiências.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, obrigada pela torcida!

      A minha luta diária contra as neuras é grande, mas como você disse,"independente da hepatite, as coisas mudam mesmo.", e sendo assim, temos que saber lidar com as mudanças naturais da vida.

      Há um provérbio chinês que diz: "Não importa o tamanho da montanha, ela não pode tapar o sol". É isso que tenho trabalhado na minha cabeça, a idéia de viver sem medo de ser feliz, sem estigmas. O meu maior desejo é entrar num fluxo de paz e tranquilidade, afinal, tenho uma família muito amada, meu apoio de todas as horas, mas não quero ser um peso. Quando tenho os meus momentos DEPRÊ, meu marido e minhas filhas ficam muito afetados, principalmente agora que estamos longe do nosso país, amigos e familiares. Apesar das adversidades, tomei a resolução de dar a volta por cima, levantar o astral e viver plenamente em prol da felicidade de todos, pois as partes sem o todo são coisa nenhuma. Concordo com você, nossa família merece viver BEM.

      Um grande abraço!

      Excluir
  22. Aff...mas é metida demais...e vc sabe que eu ADOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORO!!!!! Parabéns amiga, vc me surpeende a cada dia. Aprendo muito contigo. Mas carinha de 20 já é demais, eu daria uns 35...rs...brincadeira...bjs

    ResponderExcluir
  23. Ola Ana muito prazer mas muito mesmo sua historia é bem parecida com a minha pesquisando mas sobre a hepatite achei vc,me contaminei assim tbm com uma bolsinha cheia de bichinhos(rsrsr)qdo tinha 09 anos descobri na gestação de meu filho caçula o unico homem da casa,fiquei conte em achar aluem com a historia semelhante a minha bom se tiver msn me add para q possarmos conversar melhor elaine5002@hotmail.com bjsssss

    ResponderExcluir
  24. Oi Flor...vc me fez chorar (mais uma vez! rsrsrs) ao ler seu texto. Ainda estou na fase do choque da descoberta...o mundo parece que rachou sob meus pes, mas o pior eh o receio da opiniao dos outros...receio de sofrer algum preconceito...inclusive minha filha. Depois que vc se mostrou e assumiu ser portadora, como sentiu? houve um retorno positivo ou eh realmente mais um problema que temos que encarar, alem de todos os outros?
    um beijo grande...
    ainda sairemos vitoriosas dessa historia

    ResponderExcluir
  25. Jane, continue firme! Essa sua linda resolução é o que importa! Altos e baixos são normais, e não impedem que o sol continue a brilhar e a aquecer por trás da montanha, como você bem colocou.

    Elaine, seja bem-vinda! Fiz uma tentativa de usar o msn mas quase fiquei doida (já eram muitas coisas abertas ao mesmo tempo - 2 emails, 2 perfis no orkut, twitter, blog etc - com o msn não conseguia me concentrar). Espero que nos encontremos mais por aqui, ok?

    Gracy, eu estou fazendo as pessoas chorarem??? Será que isso é bom ou ruim?
    Sei MUITO BEM o que você está sentindo. Lembro bem dessa sensação do mundo desabar. Tirei uma semana de licença e só chorava o tempo inteiro. Medo, incerteza, angústia e muitos porquês.

    Se eu disser que hoje não sinto medo, é mentira. Mas garanto que não é nada parecido com o que a gente sente na descoberta. É tudo muito mais tranquilo e sereno, devido ao conhecimento adquirido e ao próprio TEMPO.

    Respondendo à sua pergunta, pouca coisa mudou depois que assumi a hepatite. Eu tinha medo que as pessoas fossem me olhar diferente, que iam ter preconceito, mas felizmente não sinto isso.
    Algumas pessoas se afastaram? Sim, mas bem poucas. Só que, pensando bem, pessoas se afastam sempre de nossas vidas. Quantos amigos de antes estão distantes hoje, mesmo antes dessa tal hepatite? Então não dá pra julgar se foi por causa disso.

    Mas também não importa. O mais maravilhoso foi ver quantos amigos especiais eu tenho! E isso tudo acabou me aproximando mais de algumas pessoas também: mais cumplicidade, mais companheirismo.

    E tem mais: apesar de tudo que estava passando, fui sacaneada no trabalho como pode acontecer com qualquer um. O lado bom disso? Quer dizer que as pessoas não estão "com peninha" de mim e que não estão me tratando de forma diferenciada.

    Falo mais sobre o assunto no post "Devo contar que tenho hepatite C?": http://animando-c.blogspot.com/2009/06/devo-contar-que-tenho-hepatite-c.html

    Um abração a todos!
    Com licença, estou sendo requisitada pela Florzinha a fazer uma cobra de massinha :)

    ResponderExcluir
  26. SOU TANIA AQUI DE PORTO AÇLEGRE E TAMBEM NAO ESCONDO QUE TENHO ESTA DOENÇA. JA FIZ O TRATAMENTO DE 6 MESES E NAO RESPONDI. AINDA ESTOU NO F1 E TOMARA QUE CONTINUE ASSIM UM BEIJAO PRA VC E BOA SORTE A NOS.

    ResponderExcluir
  27. oie amei seu blog faz um mesque descobri que tbm estou infectada e agora estou correndo atraz do prejuizo se poder entre em contato comigo preciso conversar com alguem que conhece o assunto
    beijo
    rafaelamdo@hotmail.com

    ResponderExcluir
  28. Tânia, minha conterrânea, também espero que seu fígado continue bom por muuuuito tempo.

    Rafaela, o email que mandei pra você voltou, informando que o endereço está errado. Você pode confirmar?

    ResponderExcluir
  29. Bom dia Ana Paula,

    Tive conhecimento do seu Blog através de post´s grupo Otimismo.
    Descrobri recentemente ser portador também de hepatite C (1b) e sempre busco informções na Internet, tanto no ambito clínico quanto social.
    O seu Blog é muito rico em vivência, coragem e acima de tudo, uma mensagem otimista que me leva a muitas reflexões. Percebo claramente que a vida é um conjunto muito rico de diversos elementos, somos a soma deles; a Hepatite é apenas um deles e temos a escolha de decidir viver por um ou por tudo que somos.
    Por isso tudo, agradeço a sua postura e coragem.
    Bom dia.
    carlos a.

    ResponderExcluir
  30. Oie... estou muito,mas muito orgulhosa de ti guria!!!
    A sua força e sua dedicação no auxílio de conhecimento e vivência da Hepatite é muito verdadeiro e bonito!!!
    Te adoro muito e com certeza vamos driblar essa!!!! Estou CURIOSÍSSIMA para saber da viagem NY!!!
    bjs
    Claudia Farias

    ResponderExcluir
  31. Olá Ana Paula!!!! Tudo bem contigo? Parabens pela iniciativa desse blog !!! Show de bola!!!!!

    Adauto da Silva

    ResponderExcluir
  32. Jacqueline

    Oi, numa busca pela net , encontrei seu blog, estou passando por uma situção angustiante,após perder peso, e sentir mal estar procurei um médico e fiz uns exames , que indicaram que as enzimas do meu fígado estavam alteradas, então a médica me disse que é muito provável que seja hepatite, já que meu marido sofreu acidente á 14 meses atrás e recebeu 2 transfusões de sangue. Fiz os exames de hepatite a e b , que foram negativos , neste sábado vou fazer o teste da hepatite c e estou na maior expectativa de saber o resultado. Agora vem as perguntas. Tenho 26 anos e estou louca para engravidar. Vou poder engravidar caso esteja com hepatite c, ou após o tratamento eu poderei engravidar , já que os remédios são fortes. Tem como eu saber se nas tranfusões de sangue do meu marido ele contraiu e me passou o vírus.
    Obrigado.
    Vou te passar meu msn. pimentadoce_05@hotmail.com, gostaria muito de saber mais sobre o assunto . Obrigado.

    ResponderExcluir
  33. Olá! Estava pela internet dando uma olhada sobre o novo medicamento que chegará agora em 2011, não para mim, mas para minha mãe,(que não sabe mexer na internet rsrsrs)e encontrei vc! Minha mãe tem o tipo 1 da hep. c mas junto com HIV, o q torna um pouco menor as chances de cura. Ela fez o primeiro tratamento foi inclusive a nº1 do tratamento e no último mês o virus voltou!! Depois de todos aqueles efeitos colaterais.. é realmente desanimador. Mas ela está muito animada veio da consulta nesta sexta-feira(12/11/2010) com a notícia q já esta chegando o medicamento!! Gostaria de saber se tem mais informações para eu poder animá-la!!! Beijosss
    Meu e-mail é fernandacoloneze@gmail.com

    ResponderExcluir
  34. Oi Flor!
    Faz pouco tempo que descobri que estou com a doença. Ate alguns dias atrás estava bem, mas minha alto estima parece estar baixa pq ando lendo muito sobre a doença e vi que no decorrer do tratamento o cabelo caí..
    Mas também vi que em algumas pessoas os efeitos são outros.

    bom depois entro e converso mais...

    bjs..

    ResponderExcluir
  35. Oi flor hoje estava lendo seu blog e temos algo em comum, tenho 32 anos e nasci em março.
    Eu fui contaminada em uma transfusão quando criança e só descobri agora.
    Na próxima semana tenho que fazer a biópsia estou super anciosa.
    bjs..

    ResponderExcluir
  36. Nota 10 pro seu blog!!!! vou fazer o exame...
    beijosss
    JEanne ( da UNB)

    ResponderExcluir
  37. Ola Ana, tudo bem?

    Muito legal o seu Blog, sou portador da Hepatite C G1/F3, 47 anos, contraido tambem em uma tranfusao de sangue.

    Passei por todo esse "pacote" , descobrir, ficar arrasado, buscar milhoes de informacoes, depressao, etc

    Fiz o tratamento no ano passado em um Trial da Roche, com Interferon e Rivabirina, sem sucesso nas primeiras 24 semanas, portanto optamos por aguardar os IP e voltar com o tratamento esse ano.

    Comecei a encarar de uma outra forma toda essa situacao, muito mais positiva e tranquila e acho que o mais importante eh repassar essa palavra de Otimismo e Perseveranca a todos.

    Eh um tratamento complicado, eh verdade, senti muito os efeitos colaterais, mas consegui me organizar muito bem durante esse tempo.

    Vamos a Luta!!!...rs
    Um abraco

    Douglas

    ResponderExcluir
  38. ola ana paula vc foi curada da hepatite c,isso tem cura ou não

    ResponderExcluir
  39. oi!tudo bem! estou aquir para falar de mim? descobrir no ano de 208 que eu tinha o vírus da hepatiti c o mundo caiu na minha caberça? fui fazer uma doação de sangue é descobrir ai fiz todos os exames nessesário, graças a deus fase enicial o genotípo3 e estou fazendo exames de quatro em quatro meses, gostaria de trocarmos experiençias com outrasa pessoas que tenha o vírus mulher feliz!

    ResponderExcluir
  40. Meus parabéns!!!!! Seu blog é incentivador!!! Meus parabéns flor, que Deus abençoe essa jornada, é um incentivo enorme para as pessoas....

    ResponderExcluir
  41. ola Flor.Amei o seu Blog,e olha que cheguei ate aqui por causa da "velha varizenta"! Que Deus continue te abençoando.

    ResponderExcluir
  42. parabens pelo blog. maravilhoso tudo q vc posta.

    ResponderExcluir

Oi! Que legal que vc vai escrever alguma coisa! Assim, vc ajuda a "dar alma" ao blog.
Gostou? Não gostou? Quer dar sua opinião? Acrescentar mais alguma coisa? Compartilhar sua experiência? Será muito bem-vindo!
Um abraço!


PS: Fique atento que os comentários são indexados pelo Google. Portanto, se você quiser permanecer anônimo, não comente usando sua conta do Google, mas sim como "anônimo" ou com um nome fictício, ok?