ALERTA: Uma a cada 12 pessoas no mundo pode ter hepatite B ou C, sem saber. Não há sintomas e o vírus não é detectado em exames de rotina. Tem certeza que você não tem? Faça o exame, é gratuito.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Natal e otimismo


Eu dizia que o Natal me enche de esperanças.
Mas, pra falar a verdade, eu vivo de esperanças todos os dias.
Esperança de tudo.

Meu marido diz que vivo num "mundo cor-de-rosa". Não importa - mesmo porque rosa é minha cor preferida!
Eu simplesmente escolhi ver a vida com bons olhos.

Acredito que o otimismo já é 50% da minha cura.
E se os outros 50% falharem (espero que não...), pelo menos tenho uma vida intensa e alegre. Sem chororô pelos cantos (tá, só às vezes), sem pena de mim mesma, sem perder tempo com o desnecessário.

"Como tudo na vida, ser otimista requer uma dose de boa vontade aliada ao equilíbrio, afinal manter um pensamento positivo e uma visão otimista da vida não significa sair à rua abraçando postes ou ignorar os riscos e fracassos em sua rotina."


Esse é um trecho do artigo Otimismo e Cura - Blog da Saúde, que traz uma entrevista com Bruna e Tadeu. Ele, 24 anos, foi diagnosticado em agosto de 2008 com um linfoma (câncer no sistema linfático) e deve ter realizado ontem o tão esperado transplante de medula. Ela, 20 anos, é a namorada e fiel escudeira.

Acompanho os dois pelo Linfoma Emocional, blog da Bruna, e fico impressionada com a maturidade de ambos. O que me encanta nos dois é o bom humor que eles lidam com todas as situações, apesar do medo.

Um grande exemplo...

Um comentário:

  1. Dia 10/01/2009, segundo a Bruna, o anjinho criou asas e voou.

    Nessas horas a gente não sabe o que dizer, mas gostei do que escreveu um amigo do Tadeu: "Vai ver seu corpo era pequeno demais pra segurar tanta vida."

    http://cavaleirodasteclas.blogspot.com/2010/01/tadeu-nogueira.html

    Deus abençoe...

    ResponderExcluir

Oi! Que legal que vc vai escrever alguma coisa! Assim, vc ajuda a "dar alma" ao blog.
Gostou? Não gostou? Quer dar sua opinião? Acrescentar mais alguma coisa? Compartilhar sua experiência? Será muito bem-vindo!
Um abraço!


PS: Fique atento que os comentários são indexados pelo Google. Portanto, se você quiser permanecer anônimo, não comente usando sua conta do Google, mas sim como "anônimo" ou com um nome fictício, ok?