Uma em cada 12 pessoas no mundo pode ter hepatite B ou C, sem saber. Não há sintomas e o vírus não é detectado em exames de rotina. Tem certeza que você não tem? Faça o exame, é gratuito.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Morte

Sim, as pessoas morrem devido à complicações causadas pela hepatite C. Às vezes sinto como se tivesse uma espada sobre a minha cabeça, sem saber ao certo quando ela vai cair. Mas, pensando bem, não estamos todos nós na mesma situação? Com doença ou sem doença? Alguém aí sabe quando vai morrer, se daqui a 60 anos ou 15 minutos?

As pessoas morrem devido à complicações causadas pela hepatite C. Mas também morrem atropeladas, vítimas de bala perdida, em batida de avião no ar (quer coisa mais improvável?), engasgadas com comida ou com gripe suína.
O fato é que as pessoas morrem. E ponto. Como dizem, a morte é a única certeza que temos em vida.

Eu quero muito ficar curada. Mas, se não ficar, talvez eu morra bem velhinha, com o fígado meio bichado, mas de causa natural. Tem gente que bebe demais, fuma demais (o que é um suicídio meio mascarado) e talvez em breve esteja com o fígado pior do que o meu, mesmo sem ter o vírus.

Não sei o que vai acontecer, só sei que estou fazendo o possível para viver bem, ser feliz e fazer as pessoas que amo felizes. Não tinha medo da morte, até minha filha nascer. Agora eu quero estar ao lado dela sempre. Algumas vezes olho pra ela e penso aqui dentro: "A mamãe vai viver!". Nessas horas geralmente eu me emociono.

Falando em morte, filhos, emoção... lembrei agora da campanha do Boticário para o Dia das Mães desse ano, que nos mostra que há muitas formas de se encarar a morte (e a vida). Compartilho o comercial com vocês:

video

Aproveito para fazer uma homenagem a alguns que já se foram:

Blog Hepatite C - Val Neto
A lista da vergonha - mortos pela hepatite C
Blog do Felippe - câncer
Documentário Florestan Fernandes (esse é um documentário de 46 minutos. Quando tiver um tempinho, assista à inspiradora história de vida desse grande sociólogo e militante brasileiro, incluindo as complicações da hepatite C que o levaram ao falecimento)

2 comentários:

  1. Viver sempre, desistir nunca27 de abril de 2009 18:50

    Excelente o documentário de Florestan Fernandes. Exemplo de vida, de dignidade. Viveu 20 anos infectado e morreu por complicações da Hepatite-C. Não desistiu um minuto da sua luta...

    ResponderExcluir
  2. Eu tb nunca tive medo da morte mas quando minha filha nasceu eu comecei a valorizar a vida, pensar sempre no amanhã e nas coisas que poderia fazer para melhorar o mundo. A vida adquiriu novo sentido e se tornou produtiva.
    Tenha certeza, Flor, que nós vamos, mais que sobreviver `a hepatite, viver uma vida plena, lutando sempre com essa garra com a qual nossos filhotes nos presentearam (tá bom, talvez a gente já tivesse garra, mas foram eles que despertaram nosso lado leoa)

    ResponderExcluir

Oi! Que legal que vc vai escrever alguma coisa! Assim, vc ajuda a "dar alma" ao blog.
Gostou? Não gostou? Quer dar sua opinião? Acrescentar mais alguma coisa? Compartilhar sua experiência? Será muito bem-vindo!
Um abraço!


PS: Fique atento que os comentários são indexados pelo Google. Portanto, se você quiser permanecer anônimo, não comente usando sua conta do Google, mas sim como "anônimo" ou com um nome fictício, ok?