ALERTA: Uma a cada 12 pessoas no mundo pode ter hepatite B ou C, sem saber. Não há sintomas e o vírus não é detectado em exames de rotina. Tem certeza que você não tem? Faça o exame, é gratuito.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Otimismo todo dia

Este blog não se chama Animando-C por acaso. Existe toda uma história por trás da escolha do nome, que tem a ver também com uma escolha de vida. Eu poderia dizer que fiz esta escolha apesar da hepatite C, mas a verdade é que a doença, contraditoriamente, me ajudou a fazê-la.

  • Querendo saber mais informações sobre o blog, leia aqui

Flickr.com - CC vana_gwen
Certo dia, em alguma sala de espera, li um texto que vem ao encontro dessa história e copiei para compartilhar com vocês. Espero que gostem como eu gostei!

Quem pensar que o mundo é só feiúra, que é normal ser triste, doentio ou infeliz e que ninguém merece crédito, certamente apagará o sorriso dos lábios.
Não é com esse quadro mental que surgem a paz e o prazer de viver. Só com o otimismo, boa vontade e disciplina se consegue a estabilidade interior, a vontade de progredir e de colocar valores no coração, fazendo aparecer o sorriso.
O mundo não são as coisas feias e negativas. Nele existe o belo, a luz, a alegria e uma poderosa energia de amor dentro de cada um. Basta buscar e os achará.
Caminhe para a felicidade.
Quem só vê tristezas e feiúra, acaba triste e feio.

Lopes, Lourival. Otimismo todo dia. Editora Otimismo, 1999 p. 11

Como não quero acabar feia e triste, o melhor é buscar motivos para sorrir. Ou melhor, criar motivos para sorrir. E quando me deparo com as adversidades da vida? Lembro da famosa frase do Geraldo Vandré:

A vida não se resume em festivais.

Ou seja, a vida não se resume a isso ou àquilo. Mesmo porque, se há algo que não se resume é a vida.



Por favor, dêem um desconto ao vídeo. O melhor que achei desta versão gravada no festival também trazia imagens muito fortes da época da ditadura militar, o que desvirtuaria a emoção tratada neste post.





domingo, 7 de agosto de 2011

Dia Mundial da Hepatite 2011

28 de julho marcou o Dia mundial de luta contra as hepatites virais. Além da movimentação das organizações não governamentais, que já acontece há 10 anos tradicionalmente no mês de maio (saiba mais aqui), em 2011 alguns fatores parecem ter dado visibilidade maior à data. 

Um desses fatores foi a apresentação da série Hepatites: Epidemia Ignorada, pelo Fantástico,  que parece ter deixado a população mais sensível à problemática. Outro, sem dúvida, foi a forma como o Ministério da Saúde cuidou da campanha das hepatites neste ano. Como Carlos Varaldo, presidente do Grupo Otimismo, falou na cerimônia ocorrida no Ministério no dia 28 de julho: "há dez anos nós [ongs] batemos no governo; este ano é hora de bater palmas"

Eu e o Ministro da Saúde Alexandre Padilha - @padilhando
Cerimônia do Ministério da Saúde pelo Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais
28/07/2011 

A coisa parece já ter começado certa no planejamento: um grupo de trabalho formado por representantes da sociedade civil e técnicos do Departamento de DSTs, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde foi composto para discutir as diretrizes da campanha. Quem me conhece, sabe o quanto acredito na parceria entre governo e sociedade civil organizada. 

Vale ressaltar que o briefing para a agência de publicidade responsável pela campanha foi redigido pelos técnicos do Departamento com base nas discussões do grupo e, antes de ser encaminhado, foi enviado para a apreciação dos membros do GT. No retorno do material da agência, o grupo participou novamente por videoconferência.

Participaram do grupo de trabalho médicos infectologistas e hepatogistas representantes da Sociedade Brasileira de Infectologia, Sociedade Brasileira de Hepatologia e representantes dos programas estaduais e municipais. Em nome das ongs, estavam os presidentes da Aliança Independente dos Grupos de Apoio (AIGA) e do Movimento Brasileiro das Hepatites Virais (MBHV). Eu tive a grande honra de ser convidada para o GT para contribuir nas questões sobre internet e redes sociais.

Participei da reunião com o grupo de trabalho em 17/05/2011 e depois de uma reunião apenas com o pessoal do Departamento para discutirmos especificamente possíveis estratégias para as redes sociais. Saí de ambas muito satisfeita, porque é bom demais sentir-se verdadeiramente ouvida.   

O resultado? Confiram vocês mesmos! Eu adorei o vídeo e o site das hepatites virais, como também estou gostando muito da abordagem feita nas redes sociais.

Site www.hepatitesvirais.com.br

Cartazes da campanha

Vejam as fotos da cerimônia, que contou com a participação de ídolos do futebol de anos áureos.

Claro que eu escolhi um lugar para sentar bem em frente ao Ministro!

Os ex-jogadores Jairzinho e Wilson Piazza, e Mauro do Departamento DST/Aids/Hepatites Virais

Wilson Piazza e Dadá Maravilha

Dadá Maravilha - simpaticíssimo

O Ministério da Saúde enviou mensagem aos meus gestores agradecendo a minha liberação para contribuir neste trabalho. Também quero, mais uma vez, agradecer ao Vilobaldo, Edgard e Martha por sua sensibilidade e demonstração de responsabilidade social, uma das buscas de nossa empresa.


Curiosidades:

  • Enquanto eu esperava a cerimônia começar, eu tuitei e o ministro respondeu. É por essas e por outras que digo que ele é o ministro mais pop que já tivemos. O carisma em pessoa! 


  • Reparem a cor que minhas unhas estavam pintadas, para marcar a data:



Luta contra as hepatites na blogosfera


Quero reconhecer (e de público agradecer) os amigos que aproveitaram o Dia Mundial das Hepatites para alertar seus leitores para a problemática dessa epidemia silenciosa: 



Se alguém mais postou sobre o assunto e eu não linkei, me avise pelos comentários, ok?

sábado, 6 de agosto de 2011

Hepatite é coisa séria - saiba mais

"Hepatite é coisa séria. É silenciosa e pode não aparecer, mas conforme o tempo passa, pode virar uma doença grave e perigosa." Este é o alerta do vídeo produzido pelo Ministério da Saúde, no qual você pode conhecer as formas mais comuns de transmissão das hepatites, saber como prevenir-se e descobrir se você deveria fazer o exame de detecção das hepatites B e C o quanto antes. 






Eu adorei o vídeo e o site www.hepatitesvirais.com.br. E vocês, gostaram também?

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Hepatites B e D: epidemia ignorada

Segundo o Dr. Drauzio Varella, a hepatite B é responsável pela maior parte das mortes de jovens de 15 a 25 anos no Acre. Veja no terceiro episódio da série "Hepatites: Epidemia Ignorada", exibida pelo Fantástico, a grave situação das hepatites B e D na Amazônia.






Sinto muito por essas crianças. Sinto muito por essas mães.

E você, está protegido contra a hepatite B? Sabia que ela é transmitida sexualmente 100 vezes mais facilmente que a Aids? 100 vezes!!! Mas sabia que tem vacina? 

Fique atento às três doses da vacina da hepatite B. Para não esquecer, use o lembrete do site hepatitesvirais.com.br.