Uma em cada 12 pessoas no mundo pode ter hepatite B ou C, sem saber. Não há sintomas e o vírus não é detectado em exames de rotina. Tem certeza que você não tem? Faça o exame, é gratuito.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Hepatite C: Diário do tratamento

No dia 08 de maio, minha última aplicação de interferon completou um ano. Para quem está chegado ao blog agora, eu interrompi o tratamento após 27 semanas, por não ter respondido, ou seja, não ter conseguido ficar curada. Falei aqui sobre a interrupção do tratamento: O soldado que sorri.

No início do blog, eu ainda estava em tratamento. Por isso, em vários posts eu falei sobre efeitos colaterais. Mas fiquei devendo a vocês meu diário, que compartilho agora.


Diário do Paciente

Quem faz o tratamento com o Pegintron, do Laboratório Schering Plough, pode ingressar no Programa Vencer é Possível (veja o site do Programa aqui). Na época, eu passei por fax a prescrição do medicamento e eles me mandaram um kit contendo uma bolsa térmica para transportar o remédio (que hoje eu uso para levar comida pro trabalho), vários materiais informativos e um Diário do Paciente, no qual cada dia podemos marcar uma carinha correspondente a como estamos nos sentindo.
Até a 21ª semana, eu fiz a marcação dia-a-dia. Depois, dei uma relaxada (digamos que fiquei de saco cheio). Mas vamos ao resultado:

Meu estado de humor durante o tratamento.

Ah, eu também marcava o lugar que eu havia tomado a injeção, para não repetir na vez seguinte. Dividi minha barriga num quadrante: direita em baixo, direita em cima, esquerda em cima, esquerda em baixo. Tinha um lado que sempre doía mais, agora não lembro qual era. A medida que fui emagrecendo (diminuindo as gordurinhas abdominais), as injeções passaram a doer mais.

A agulhada doía um pouco (mesmo sendo com aquela agulhinha de insulina), porque a barriga toda fica sensível. A injeção do líquido também arde, mas é tão pouca quantidade que nem dá tempo de reclamar. Depois de algumas semanas, passei a usar o Redpen (hoje acho que é a única apresentação disponível) e a diferença da finura da agulha é considerável! Tinha vezes que eu nem a sentia na pele, de tão fininha.


Dia das injeções e trabalho

Escolhi tomar as injeções às sextas-feiras, pois assim perderia menos dias de trabalho. Foi uma boa estratégia, embora hoje eu ache que me exigi demais. Muitos dias em que fui trabalhar, não deveria ter ido. Então, por que eu ia?

1º) Pelo meu senso de responsabilidade. Estava conduzindo um processo muito complexo, que tinha que funcionar! Era uma questão de honra pra mim. E funcionou. Mas só porque contei com a ajuda da amiga Gislaine como colaboradora, que segurou o tranco nas horas em que eu não tinha condições de ficar em pé, literalmente falando.

2º) Para me distrair. Nada de ficar em casa com pena de mim mesma, remoendo meus pensamentos e "curtindo" os efeitos colaterais. O clima no meu grupo de trabalho era bem divertido (embora depois isso tenha mudado, mas isso já é outra história).

3º) Eu sentia que estava ficando mais fraca, que ao longo do tempo apenas pioraria (a expectativa de duração do tratamento era um ano e meio, já que os exames mostravam que eu não era uma boa respondedora), então queria deixar para faltar mais no final.
Ficava controlando os atestados com muita atenção, porque se faltasse mais de 15 dias pelo mesmo motivo dentro de um período de 60 dias, precisaria ser afastada pelo INSS, coisa que eu não queria que acontecesse. Pelo normativo da empresa, se eu ficasse afastada 180 dias consecutivos perderia minha comissão (cargo), o que não posso me dar ao luxo, pois meu salário seria reduzido a 1/3. Considerando que ainda faltava mais de um ano de tratamento, eu tinha que economizar minhas faltas.

Poucos dias consegui cumprir as 8 horas de expediente, mas tenho orgulho em dizer que não só dei conta do meu trabalho, como o fiz com maestria (agora estou aqui lembrando o dia que fiquei horas conduzindo videoconferências, apenas três dias após a aplicação do interferon; eu era corajosa mesmo).

Eu trabalhava na sexta-feira e tomava a injeção no final da tarde. Assim, no momento do pico dos efeitos colaterais, eu estava dormindo - não é com todo mundo que isso dá certo, mas comigo deu.

Aproveitando, meu celular despertava diariamente às 8h e às 20h para eu não esquecer de tomar as Ribavirinas. Nunca esqueci.

Outra coisa, eu ligava para meu médico sempre que sentia um novo efeito colateral mais intenso. Não somos nós quem devemos julgar se aquilo é relevante ou não e sim os médicos, que têm experiência. Às vezes ele me receitava algo por telefone, às vezes pedia que eu fosse ao consultório para me ver, às vezes simplesmente me mandava descansar (coisa que não combina muito comigo - rs). Acho muito importante essa relação com o médico assistente, para que ele possa estar atento à evolução do quadro e poder agir no momento certo, se for preciso.


O início

Quando eu estava grávida da Amanda em 2007, meu médico sinalizou que, quando eu parasse de amamentá-la, deveria fazer outra biópsia para, possivelmente, iniciar o tratamento.

Amamentei até os 8 meses e em 27/05/2008 fiz minha segunda biópsia. Resultado: A1 F2
Consegui negociar com o Dr. David o início do tratamento para depois da festa de aniversário de 1 ano, que seria muito importante para mim. Acordamos que depois disso não haveria mais postergações.

Em setembro, a Amanda completou 1 ano.
Em outubro, viajamos em férias.
Em novembro, tudo começou...

Carga viral em 13/09/2008: 17.900.000 Unidades Internacionais/ml


Primeira Semana - 7 a 13/11/2008

O 1º interferon a gente nunca esquece. 
Confesso: por trás do sorriso, eu estava APAVORADA.
Pelas coisas que eu lia na internet sobre os efeitos colaterais, eu esperava ficar PÉSSIMA. Lembro de ter perguntado pra minha mãe naquela noite (ela veio dormir aqui em casa para me cuidar): "será que me deram o remédio certo?". Enfim, não fiquei tão mal como eu estava esperando. Foi chato, não vou negar, mas perfeitamente administrável.



O que eu senti na minha primeira semana?

No primeiro dia já senti o efeito que, durante o tratamento, pra mim era o pior: os calafrios, que foram seguidos por um calor in-su-por-tá-vel.
Febre baixa nas duas primeiras noites.
Muito enjôo, constante, que melhorou na véspera da segunda injeção - isso foi até o final do tratamento, não vou ficar repetindo. 
Dor nas costas e ânsia de vômito no segundo dia.
Vontade de dormir o dia inteiro nos primeiros dias.

Fatos marcantes:
Minha filha com as tias Rafa e Duda.

Dia 11 de novembro nasceram minhas irmãzinhas Rafaela e Eduarda, adotadas pela minha mãe. Dia 13 eu mesma fui dirigindo buscá-las no hospital, junto com minha irmã Cacá (minha mãe estava tão nervosa, que ficou sem condições de dirigir). Percebam que os efeitos não eram assim tão insuportáveis, porque mantive a minha vida - embora não possa dizer que "normal".

Claro que fiquei apreensiva pela hora que as meninas chegaram em nossas vidas - na primeira semana do meu tratamento. Eu sabia que não poderia contar com minha mãe do jeito que precisaria. Mas ela - sabem como é a Dona Lea, né? - se desdobrou ao máximo para me atender. Não foi a mesma coisa, mas foi por uma ótima causa. Amamos aquelas duas baixinhas, que alegram muito as nossas vidas!


07/11/08 - Tomando água para desintoxicar o organismo dos remédios, com minha companheira, que tinha 1 ano e 2 meses. Foi por causa dela que me mantive "bem". Ficávamos sozinhas em casa todas as noites durante o tratamento 
(meu marido tinha aula) e nos viramos muito bem. Apenas um dia precisei pedir socorro para minha mãe.

2ª Semana - 14 a 20/11/2008
Ânsia de Vômito
Cansaço extremo à noite
Dor de cabeça

Hemograma em 20/11/2008: tudo dentro dos valores de referência

3ª Semana - 21 a 27/11/2008
Dor de garganta
Cansaço e fraqueza
Vontade de dormir o tempo todo
Irritabilidade (voltada a pessoas irritantes)
Dor nas costas
Sensibilidade nos olhos (aqui eles pararam de suportar as lentes de contato e foi assim até o final do tratamento).


4ª Semana - 28/11 a 04/12/2008
Dor de garganta
Dor de cabeça
Ânsia de vômito
Tontura, fraqueza
Menos censura antes de falar as coisas (perigo!)

Hemograma em 04/12/2008: taxas caindo, mas ainda dentro dos 
valores de referência, exceto os segmentados 35% 1120


5ª Semana - 05 a 11/12/2008
Dor de garganta
Dor nas costas (altura dos rins)
Dor de cabeça
Desgaste rápido das energias (isso continuou até o final do tratamento)
Comecei a ficar "super sincera" com as pessoas, ou seja, dizendo coisas que normalmente não diria.
Estado deprimido
Frio e calor repentinos

PCR qualitativo da 4ª semana: vírus detectável.

6ª Semana - 12 a 18/12/2008
Intercalando sensação de MUITO frio e MUITO calor
Enjôo, dor nas costas, dor de cabeça, dor de ouvido.
Emocionalmente atormentada pelos traumas de infância (injeção, exames, hospital) por causa da sensação de doente, fraca.
Cabelo começou a cair.

7ª Semana - 19 a 25/12/2008
MUITO irritada
Confusão mental
Sonhos esquisitos
Cristaizinhos no couro cabeludo

A noite de Natal foi muito difícil, pois havia tomado a injeção pela manhã (horário de funcionamento da clínica diferenciado). Portanto, tive que aguentar o auge dos efeitos durante a ceia.

Com minha mana e afilhada Rafa, na ceia de Natal.
 Sim, eu estava passando MUITO mal.

8ª Semana -  26/12/2008 a 01/01/2009
Congelando de frio e fervendo de calor (escrevi no diário: MUITO RUIM!)
"Boa semana, talvez pelo fato de ter trabalhado poucos dias".
Enjôo, queda de cabelos, olhos machucados.

9ª Semana -  02 a 08/01/2009
Febril
Indisposição
Candidíase (começou dia 04/01 e me atormentou até o final do tratamento)
Eczema no rosto

Hemograma em 05/01/2009: Leucócitos 2.800, segmentados 36% 1008. 
Hemoglobina no limite: 12,5


10ª Semana -  09 a 15/01/2009
Indisposição, fraqueza
Dor de garganta, dor de cabeça
Conjutivite alérgica

11ª Semana -  16 a 22/01/2009
Dor de cabeça, dor nas costas
Diarréia
Tontura, tudo rodando (imagino que o mesmo que se sente na labirintite)

Semana de férias no trabalho, o que foi um alívio.
Cortei o cabelo curto, por causa da queda, o que foi beeeem difícil (contei isso aqui no blog, no post Como a hepatite C me deixou na moda)

12ª Semana -  23 a 29/01/2009
Desarranjo intestinal
Vertigem

Hemograma em 26/01/2009: Hemoglobina: 11,9 Leucócitos 2.200 Segmentados 29% 638 Eosinofilos 10 (alergia) Carga viral: 227.793 Unidades Internacionais/ml* 
*queda menor que 2 log, que seria 179.000 - veja aqui como calcular

13ª Semana -  30/01 a 05/02/2009
Indisposição, fraqueza
Coceira na pele
Alergia - vermelhidão no colo
Eczema no rosto

Dá pra ver a alergia? Como se tivessem jogado ácido. Aqui já estava melhor...

14ª Semana -  06 a 12/02/2009
Coceira na pele

Primeira aplicação com o Redipen: menos dor na aplicação
Diminuiu a dose do interferon (eu vinha tomando a ampola inteira 0,5 ml, quando, segundo meu médico, eu deveria tomar 0,39 ml que é a dose para meu peso). Passei a semana muito melhor disposta.

15ª Semana -  13 a 19/02/2009
Sono
Ansiedade

16ª Semana -  20 a 26/02/2009
Calafrios
Febre

17ª Semana -  27/02 a 05/03/2009
Calafrios
Sintomas de uma gripe muito forte
Diarréia, ânsia de vômito, princípio de desmaio

Hemograma em 04/03/2009: Hemoglobina: 12,2 (mal sinal*) Leucócitos 2.500
Segmentados 34% 850 Eosinofilos 7 (alergia)
* não se sabe bem porque, mas as pesquisas mostram que a anemia está relacionada à boa resposta ao tratamento. 

18ª Semana -  06 a 12/03/2009 
Sem anotações


Flagrante RARO: eu sem maquiagem, transparecendo os efeitos 
colaterais. E os cabelos indo embora...


19ª Semana -  13 a 19/03/2009
Semana muito cansativa
Diarréia

Meu aniversário! Me dei de presente uma bela festa, porque eu estava merecendo!

15/03/2009 - aniversário de 31 anos - 19ª semana de tratamento
20ª Semana -  20 a 26/03/2009
Sensação de desmaio
Ansiedade (parei no pronto-socorro e precisei tomar remédio controlado)

Definitivamente, essa foi a pior semana do tratamento, na qual pude perceber como os efeitos colaterais guardam relação com o emocional. Eu estava MUITO nervosa, porque aguardava o resultado do Anti-HCV de 18 meses da minha filha Amanda: aquele que comprovaria se ela havia sido infectada ou não. Para piorar, o exame não ficou pronto na data e ninguém no laboratório sabia me dizer o porquê. Liguei várias vezes e fui lá pessoalmente, sem informações.

21ª Semana -  27/03 a 02/04/2009

Saiu o resultado do Anti-HCV Amanda: NEGATIVO!!!
Depois disso, tudo é lucro!
Leia mais em Minha criança cristal.

22ª Semana -  03 a 09/04/2009

Precisei de carona para voltar pra casa do trabalho, sem condições de dirigir.

Hemograma em 06/04/2009: Hemoglobina: 11,8 Leucócitos 2.100Segmentados 38% 798 

23ª Semana -  10 a 16/04/2009

A sexta-feira, literalmente, da Paixão - referência no post Cama.
Histórico no blog: Tristeza e alegria

24ª Semana -  17 a 23/04/2009
Diarréia

Escrevi no diário: "Uhuu! Mais uma etapa que se vai!" Mal sabia eu...
Refiz o PCR qualitativo. No blog: 24ª semana de tratamento


25ª Semana -  24 a 29/04/2009

Histórico no blog: Efeitos colaterais... mas estou de pé! e Morte


26ª Semana -  30/04 a 07/05/2009

Histórico no blog: Hero e  Trabalhar ou não?


27ª Semana -  08/05/2009
Começou mau hálito, gosto horrível na boca


Maio 2008, ao final do tratamento.
Magra, abatida e 50% dos cabelos.

Ufa... acabou, c'est fini!

Após o término do tratamento, demorei uns 6 meses para me recuperar totalmente (histórico no blog: Efeitos colaterais do tratamento contra a hepatite C).

Mas cá estou, prontíssima para o próximo. E que venha o Telaprevir...





75 comentários:

  1. Flor
    o que leio aqui me é muito familiar.Tenho um diário , muito parecido com o seu.Quando releio,me emociono muito, não sei como passei por aquilo tudo.Mas passei e ,felizmente,obtive a resposta desejada.Fui me recuperando aos poucos.Hoje procuro ajudar como posso.
    Parte desse diário se tornou livro,focando essa "mexida enorme" no nosso emocional, mas também, os aprendizados que temos nessa situação especial de nossas vidas.
    Que o tempo voe ,para você -menina guerreira -e para todos que estão na espera; que venha 2011 com o novo medicamento!
    meu abraço!

    ResponderExcluir
  2. oi, tenho 21 anos e, meu pai descobriu q tem o vírus da hepatite c, estou mto preoculpada, estou com medo, me de uma ajudaa!! kah_ata@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. todos nós nos preocupamos muito com a doença uma das nossas reações é ler tudo a respeito... mas para mim o importante é ter fé em Deus e saber que se Ele nos deu a vida Ele pode curar nossas enfermidades. Claro que ter consciência do tratamento e confiança no médico ajuda e muito. Mas muitos dos efeitos podem amenizar para aqueles que tem fé e continuam com a sua vida ativa. Não ter pena de si mesmo é um começo.

      Excluir
  3. Oi Flor... nossa adorei o seu blog.Me identifiquei muito com vc.... Estou no penultimo mês de tratamento ( 11 meses ) tudo que vc passou , passei tbem até a coceira tbem tive, mal humor insuportavel e alegria de uma hora pra hora ( inesperada ) Coisa de loko mesmo. Mas ainda não tenho a resposta do Soro. Mas se Deus quiser vai dar tudo certo , alias pra todos nós. Inclusivo para pessoas como vc alegre e bem otimista.
    Parabens mais uma vez, me fez rir bastante com seu blog. Adorei ...
    bjs e fica com Deus.

    ResponderExcluir
  4. Se Deus quizer o ultimo ne amiga. tbm ja fiz 2 de 1 ano e meio cada 1 e sei que nao e facil .agora acho que serao so 6 meses.boa sorte p nos. um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Li seu diário e fiquei emocionada de ter se curado. Eu estou apavorada por que estou com hepatite c, tenho 32 anos e um bb de nove meses, contrai no parto do meu filhinho. Sei que uma batalha vai começar e nao quero me entregar...Quero ser forte como vc...Espero que seja muito feliz...

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    agora é minha vez, estou na primeira semana de tratamento, mas com uma dor insuportavel nas costas.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc não sentia dores nas costas antes do tratamento?

      Excluir
  7. Querida! Vc é um mulher corajosa, um orgulho para todas nós!!! Fez o melhor que poderia durante o tratamento e continua fazendo: seu blog pode ser como um "abraço de coragem" para quem está passando pelo mesmo dilema. Meu irmão está no 5ºmês do tratamento, com sintomas muito ruins,mas a coragem dele é como a sua, tenho certeza que terão o merecimento da cura!!!
    Parabéns e continue sempre com força e fé!!!
    Um abraço cheio de admiração<
    Rosemary

    ResponderExcluir
  8. Olá, Flor!
    Parabéns pela iniciativa do blog!
    Tenho 29 anos e sou portadora do HCV, genótipo 1A, muito provavelmente infectada por uma transfusão de sangue ao nascer (1981) - nasci com anemia. Descobri a doença somente em 2001 em uma doação de sangue, procurei ajuda médica, realizei biópia, A1F1, aguardei mais um pouco.
    No ano de 2004, realizei outra biópsia, A1F1, novamente, e resolvi esquecer um pouco a hepatite...
    No fim do ano de 2009 resovi acordar para a vida e começar a repensar em mim. Em 2010 procurei um novo médico, comecei novos exames, nova biópica, A1F2, e em 24/07/10 iniciei o tratamento.
    Estou na 18 aplicação, ainda não negativei a minha carga viral, diminuiu cerca de 78%. Estou muito apreensiva os sintomas oscilam muito.... Lendo o seu diário percebo que não estou ficando louca....
    Não tenho apetite, mas tenho dor de estomago vazio, me sinto fraca, desenvolvi anemia muito rapidamente e entrei com alfaepoetina que me inchou MUITO, mascarando todo o meu peso perdido... e diluiu o meu anticoncepcional (tive que dobrar a dose que me faz inchar mais ainda). Meu cabelo cai, tenho manchas no corpo inteiro.... Oscilo o meu humor, meu intestino e a minha disposição num piscar de olhos. Ao mesmo tempo, nunca me senti tão forte comigo mesma e tão amada pelos meus familiares e amigos... muito louco!
    Entreguei para DEUS..... estou fazendo a minha parte que é tomar a medicação!
    Obrigada por compartilhar a sua experiencia consoco e tenha certeza que tudo ocorre para aquele que amam a vida e a Deus!

    ResponderExcluir
  9. olá eu ainda não comecei meu tratamento mas penso que logo vou começar só que eu estudo e faço academia e ainda quero trabalhar por isso tenho medo de iniciar o tratamento e ficar mais deprimida do que sou normalmente, pois tenho muito sono e adoro minha cama sem fazer tratamento algum, será que com o tratamento vou ficar pior???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá para todos, aqui da Portuguesa Alentejana do distrito de Portalegre.
      Tenho 57 anos contrai o vírus provavelmente num dentista quando tinha 7 ou 8 anos.
      Fiz o tratamento "que nos coloca diariamente com sintomas de quem tem uma gripe" pois faz-nos ter febre alta que é essa a função normal do organismo para destruir vírus.
      Tenho o vírus genótipo-1B o mais resistente ao tratamento.
      Fiz o tratamento em 2004 e ele não resultou tal como à conhecida Karen Jardel e à D."Flor" deste blog.

      Os meus médicos realçam sempre que graças a eu ter feito sempre uma vida saudável é que ainda aqui estou, só o stress e a obesidade é que me vão derrotando,se pudesse ter uma vida mais calma talvez até resistiria mais.
      Na minha terra, na calma região de Alentejo onde se vive com qualidade de vida, há pessoas com este vírus e sem qualquer tratamento, que já ultrapassam os 80 anos .

      Aqui fica um pouco da minha história, pensando de que não me devia ter submetido ao tratamento sem ter níveis mais avançados, pois sofri muito e não deu nada.
      Mas tudo por ser o genótipo-1B, pois os genótipos - 2 ou 3 ... esses tem bons resultados e negativam com o tratamento.
      Boa sorte para todos.

      Excluir
  10. gostei muito estou na ultima semana do tto estou negativo....

    ResponderExcluir
  11. parabéns,eu fiz o tto realizava as minhas funções no meu trabalho com muita dificuldades mas tentei evitar atestados medicos queria ser eu mesma como antes.Após o tto eu melhorei bastante pensei que estava tudo bem, hoje estou muito triste os sintomas voltaram como se eu estvisse fazendo o tto.tenho 9 meses que terminei o tratamento parece que comecei agora pelos sintomas fiz 6 meses e parei por motivo de ter aprecido dor no hipocondrio direito,não sei o que vai acontecer quando retonar com a medica que faço acompanhamento.Você não senti mas nenhum sintomas tipo febre, dores musculares, indisposição,fraqueza,fadiga mal estar preciso saber de alguém se após tto é normal voltar os sintomas me ajude.aguardo respota, obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Milena, meu nome é marcelo, moro em Brasília, fiz o tratamento para 6 meses, negativou graças a Deus. Faz duas semanas que rerminei o tratamento e parece que agora é que alguns sintomas pioraram...nunca tive enjôo muito forte mas agora...se te ajuda acho que é normal do efeito do remédio ainda no organismo. Na reunião de portadores me falaram que demora meses para melhorar dos efeitos mesmo após o término...bjs

      Excluir
  12. Obrigada a todos que têm compartilhado sua experiência aqui neste meu diário do tratamento.
    Não me canso de agradecer pelos feedbacks de incentivo de vocês!

    Respondendo às perguntas:

    Anônima 9,
    A depressão é sim um dos efeitos colaterais do tratamento com interferon e ribavirina. Você deve relatar sua tendência ao seu médico, para que ele analise se é interessante em seu caso já começar o uso de um antidepressivo de forma preventiva.

    Um dos médicos que consultei foi taxativo: me passou logo de cara o antidrepressivo que é receitado pela maior parte deles quando o paciente precisa fazer uso durante o tratamento da hepatite C: Citalopran.

    O meu médico, porém, considerou que não seria preciso, dizendo que me acompanharia e, caso necessário, entraria com a medicação. E, no final, mesmo tendo histórico depressivo, não tive esse efeito colateral.

    Milena,
    Nunca ninguém me relatou voltar a sentir os efeitos colaterais tanto tempo após o fim do tratamento. O que acontece frequentemente é continuar com os sintomas em seguida que o tratamento termina, mas em geral, seis meses depois já se está recuperado.

    O que eu tenho até hoje é, em algumas situações que me remetam àquela época, sentir novamente os sintomas. Mas é puramente psicológico e não chego a ter febre, apenas enjoo e calafrios. Isso acontece, por exemplo, quando passo perto do local onde eu fazia as aplicações de interferon. Eu em seu lugar marcaria logo uma consulta com a sua médica para ficar mais tranquila.

    Um abraço a todos!
    E obrigada por comentarem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana. Tudo bem?
      Não vi no seu diário e nem nos comentário alguém falando de escamações nas mãos (dedos). Hoje tomo minha 4.a injeção e minha mão está assim... até sangrou. Também tive sangramento de gengiva duas vezes, mas o que mais me incomoda são os enjôos, parece que estou grávida novamente.
      Meu olfado já ficou mais aguçado desde a gravidez, agora então, voltou mais forte de novo, mas isso normamente é reação de quando o fígado não está bem.
      Achei legal sua iniciativa. As vezes compartilhar com quem tem o mesmo problema torna as coisas mais fáceis, já só mesmo sentindo tudo isso pra gente entender melhor como é.
      Espero que consiga melhorar.
      Bjo
      Lau

      Excluir
    2. Minha mãe tem hepatiti c crónica ela ainda ñ comecou o tratamiento ela tá muito fraca e tem muita tontura estou muito preocupada tenho medo de vira outra coisa ela tá tomando um tal de picao é evas medicinais os olhos dela tá muito amarelos alguem pode me ajudar.

      Excluir
  13. Buscar informação e obter informação de qualidade é muito bom, para quem esta começando o tratamento. Me sinto apavorada, sem saber o que ainda esta por vir. Estou na quinta aplicação de inteferon. Os efeitos colaterais mudam a cada semana, mas seguem, se somando aos outros que aparecem.O pior de todos é o cansaço e o desanimo.
    Estou imprestável. A depressão já é minha companheira faz tempo, mas sei colocá-la no seu devido lugar, para que ela nao tenha controle sobre mim....mas confesso...esta sendo muito dificil....mas cada dia de uma vez.
    É uma luta que topei...tenho fé.
    Apesar de cada caso ser uma caso...apesar de meu genótipo ter uma resposta boa pra cura [3], estou com cirrose [F4], causada pela hepatite.
    Isso é o que mais me assusta. Mas nao desisto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenha Fé no SENHOR JESUS, pois segundo a Biblia, Ele já levou todas as nossas enfermidades, quando morreu na cruz. acredite no Senhor, Ele fará um milagre na sua vida também. JOB.

      Excluir
  14. Letícia,
    Isso mesmo: mantenha a fé e siga colocando a depressão no lugar dela.
    Minha amiga Fátima, com o mesmo quadro que o seu (genótipo 3 e F4), precisou parar o tratamento mais cedo por causa de alergias e, mesmo assim, ficou curada. Então, não se assuste com isso. Continue lutando!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  15. Caros amigos(as)!!
    Depois de descobrir por acaso ser portadora da Hepatite C, sofri muito com preconceitos, mas graças a Deus estou conseguindo vencer essa batalha. Terminei um casamento, mas descobri que as pessoas que realmente sentem amor por mim, estão ao meu lado, a todo momento.
    Iniciei o tratamento em 19/02/11 e com a graça de Deus estou sem sintomas de dor,calafrio,febre,enjôo..... Meu hemograma é bastante comprometedor e não zerei na quarta semana. Ainda, hj de manhã fiz um novo hemograma e vou repetir a carga viral na próxima semana. O que tem me ajudado muito é a força de vontade e saber que tenho saúde,remédio de graça,amigos, familiares e contar com a equipe médica que me ajuda muito. Sei que noventa por cento dos meus resultados positivos vem da minha FÉ e de querer estar sempre de bem com a vida e nunca reclamar dos medicamentos. É muito difícil tomar quatro comprimidos de antiviral ao dia,interferon no final de semana e ainda mais 5 comprimidos de vitaminas....mas... reclamar? do que? se temos a graça de estarmos fazendo o tratamento!!
    Amigos, tenham FÉ e acreditem em sua cura.
    Grande abraço,
    Luciana Albernaz

    ResponderExcluir
  16. Tenho acompanhado esse blog a mais ou menos um mês. Confesso que ao mesmo tempo que apavorava com os sintomas e mal estar relatados, fui me preparando para iniciar o tratamento.
    Sexta-feira dia 20, tomei minha primmeira injeção e comecei com os comprimidos de ribavirina.
    Até agora não tive nenhum sintoma, no primeiro dia, um pouco de frio, que me levou para a cama mais cedo e ao acordar, senti-a muito bem. Assim que após um bom café da manha acompanhado da rivabirina fui caminhar, pois creio que o exercício faça bem. Outra rotina é a garrafa de agua que agora me acompanha para onde vou, visitar amigas, sair para almoçar domingo, em casa, no computador, fazendo tarefas domésticas ou preparando as tarefas da semana, pois se continuar assim, seguirei meu ritmo de trabalho normal.
    Parabéns por esse espaço, como vêem, estou relatando minha experiência.
    Um abraço e.... força à tod@s nós que estamos nessa luta.

    ResponderExcluir
  17. ROBERTO "O TOLTECA"20 de agosto de 2011 17:20

    Olá pessoal ,venci guerra semelhantemente, mesmo com o pior dos genotipos .Após 3 anos de ter zerado tenho a conciencia désta doença infelismente ser incurael, mesmo não sendo uma sindrome, más mesmo assim os efeitos desta perpetuão-se , dor no peito sensaçoes estranas no peito e no corpo , difernça de temperatura o corpo custa a se restabelecer , tanto no frio quanto no calor. Dor de cabeça após o trabalho, confusaõ mental quando estudo e sobrecarrego a mente , sentimento de incompreenção alhias , real sentimento, pois esta esperincia é como uma provação , não só inédita mas como sinal e exigencia de espiritualização não por ausencia mas por crescimento como ser universal e... acima de tudo por pior que seja o destino , sempre podera piorar , é uma verdadeira questão de fé, em tudo e principalmente num amanhã um pouco melhor até espiritualmente ,caminhadas, verdadeiaramente se justificar como criatura divina fazer a mais verdadeira das orações de nossas vidas pois mais do que nunca nosso destino está na mão de DEUS PAI , e não deixar de sermos felizes e tentar dormir bem a todo istante , pois nosso sucesso depende disto tudo não só, desta quimio desconhecida ,façamos tudo de bom e saudável e sejamos éticos , procurar nos indentificar não deixarmos e aceitarmos rotulações mesmo que seja somente eu e DEUS.

    ResponderExcluir
  18. Oi, tenho 23 anos e devido a alguns sintomas de mal estar, enjoo, urina escura, etc, fui a emergência médica e após alguns exames fui diagnosticado com Hepatite. Porém, ainda não sei ao certo qual tipo eu tenho. Marquei o gastro pra diagnosticar. Pelos exames de sangue e ultrason e também pelos sintomas tem como se ter uma noção de qual é o tipo???? Achei lindo o seu blog. Muita força pra todos nós!!!

    ResponderExcluir
  19. Olá pessoal,me chamo Taís,tenho 28 anos e a seis meses descobri o vírus da hepatite C,desde então perdida em várias informações na internet,sim porque meu mundo desabou e quanto mais informações eu buscava mais eu me assutava,até 'descobrir' o Animando-C!Desde que comecei a ler o blog tenho tirado muitas dúvidas e lendo essa etapa do tratamento me identifiquei muito,estou na quarta semana de tratamento e com todos os efeitos colaterais existentes,mais estou forte,tenho apoio do meu marido e dos meus pais e familiares,infelizmente não consigo mais trabalhar,aliás não consigo as vezes nem varrer minha casa ... mas tenho fé que tudo dê certo!
    Parabéns pela iniciativa,pelo blog,atitudes que ajudam e dão coragem a muitas pessoas,tudo de melhor na sua vida é o que desejo de todo coração!Beijo no seu coração,sua família é linda,que Deus os abençoe profundamente.

    ResponderExcluir
  20. Oi, sou Português e caiu inevitavelmente uma lágrima ao deparar com este blog!! Pois há apenas 3 semanas acabei com sucesso o tratamento de 48 semanas, consegui me rever em alguns aspectos aqui postados.. eu respondi melhor ao tratamento, e não senti alguns desses efeitos mas toda gente que soube (pois neste país ainda é uma doença com algum estigma, daí eu ter contado a apenas pessoas mais chegadas) me chamou de herói, pois viram que passei mal por vezes, mas venci.. Embora eu soubesse, voçê me mostrou, que de herói nada tenho comparado com a Ana Flor.. ou a Animando-C (que de resto, tenho muita pena só ter descoberto agora) essa sim, é uma heroína! Pois eu no inicio tinha 17.200.000 de carga viral e ao 3º mês já tinha quase metade, respondi muito bem e custou.. mas não senti metade dos piores sintomas apresentados no diário. Agora estou a espera de engordar, mas ainda não vejo grandes diferenças..:) Parabéns!! Teve uma força tremenda!! Não só no tratamento como na criação do blog e principalmente.. porque não virou costas a nada nem ninguém!! Um exemplo de mulher a apresentar as melhores armas para se combater esta doença, que (no meu caso) além de silenciosa nem sabemos como a apanhámos!! Obrigada e parabéns!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. amigo,vos conseguiste iliminar o virus?

      Excluir
  21. Estou com 57 anos,fiquei sabendo que sou portadora da hepatite c,comecei o tratamento dia 14 de agosto,me senti muito mal estou com coçeiras,na cabeça e varias partes do corpo,perdi a alegria,vivo muito triste,e na 12semana minha carga viral não baixou,e o médico me falou que se na 24semana não baixar a carga viral terei que parar o tratamento,sera que vou morrer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Calma irmã, entrega suas dificuldades nas maos do Senhor Jesus, peça para Ele te dar forças para continuar esse tratamento, SE Deus é contigo quem será contra contra. Descança no Senhor, que o mais Ele fará. Vai dá tudo certo no final, acredite, Jesus te ama. Faça a sua parte, Que a dele ´já foi feita.

      Excluir
  22. Oi, pessoal!
    Mais uma vez agradeço pela visita ao blog e por vocês me ajudarem a construí-lo, a medida que compartilham também suas experiências por aqui.
    Os comentários carinhosos de vocês me enchem de alegria, obrigada a todos.

    Taís e amigo português, vocês me deixaram emocionada. Mas não sou uma heroína não. Longe disso. Tenho consciência de que ainda estou só no início da guerra e que preciso me melhorar muito como pessoa para travá-la bem, a cada dia.

    Respondendo ao visitante anônimo de 23 anos, a única forma de você saber qual a hepatite que você contraiu é fazendo os exames de sangue específicos, que o médico deve ter solicitado. Se não o fez, procure outro médico e peça os exames, mesmo que os sintomas já tenham passado. Lembrando que as hepatites B e C na fase crônica muitas vezes não apresentam sintoma algum.

    E ao visitante anônimo que deixou seu comentário hoje: não se desespere. Sei que quando estamos sob o efeito dos medicamentos é ainda mais difícil manter o equilíbrio emocional. Mas pense que, mesmo que aconteça o pior agora (ou seja, não obtenha sucesso com o tratamento atual), você ainda terá chance de fazer o retratamento com novas drogas já lançadas no mercado em 2011 e ainda outras que estão ainda em fase de pesquisa. Os resultados das pesquisas quanto a retratamento são muito animadores! Portanto, siga fazendo sua parte: tomando os remédios corretamente e tendo esperança.
    Se, por acaso, ainda não for dessa vez, você ainda terá outras chances pela frente. Então, nada de pensar em morte, a não ser que seja para nos lembrar de ser fortes e viver a vida intensamente - não porque temos hepatite, mas porque somos humanos como qualquer um. Boa sorte!

    E sigamos aguentando firme!
    Abraço da Ana Flor

    ResponderExcluir
  23. tenho 31 e um anos, um filho lindo de 5, e agora caiu esta bomba na minha vida. estou muito apreensiva, sou muito magra e temo perder ainda mais peso...tenho um nó na garganta...

    ResponderExcluir
  24. Meu marido tem 57 anos e amanhã começa o tratamento, a 1ª injeção e a ribavirina. Estou muito preocupada com o que leio na internet, pois, ele só tem a mim...não temos filhos. Como preciso trabalhar, estou com medo de deixá-lo sozinho. Por favor, como devo agir nesta situação? Ana, o que vc me aconselha?

    ResponderExcluir
  25. Olá, Flor bom dia!
    Meu nome é Sandro, tenho 43 anos e descobri que tenho Hepatite C em 08/11. Dei inicio ao tratamento com Interferon e Ribavirina. Porém na terceira semana fiquei tão mal que fui internado. Bom, suspenderam meu tratamento. Agora não faço uso de nada, gostaria de algumas informações. Pois não consigo obter tais informações. meu email é sandross42@terra.com.br Obrigado!

    ResponderExcluir
  26. Oi, tenho 30 anos descobri em 2007 que tinha Hepatite C só que na época minha Biopsia deu A1 F1 e médico disse que nesse estágio o governo não liberava o medicamento. Agora recente fiz uma nova Biopsia e estou no aguardo do resultado, quero iniciar o tratamento o quanto antes, estou com um bebê de 5 meses, minha alegria de viver, lí no seu diário que vc amamentou sua filha, os médicos não deixaram eu amamentar meu filho, mês passado o fiz o exame Anti-HCV no meu filho e deu REAGENTE, no primeiro momento fiquei apavorada, chorei muito, pois para não contamina-ló como os médicos diziam, me privei de amamentar meu filho e no final das contas o exame dele deu Reagente, mas o que mais me acalmou foi saber que a freqüência de eliminação espontânea do VHC é alta no primeiro ano de vida e que a progressão da doença é muito inferior àquela observada em indivíduos adultos. O diagnóstico de hepatite C após transmissão perinatal por RNA do VHC deve ser feito no mínimo após 18 meses de vida (ACEITAÇÃO, 68%). VOU ESPERAR E TER FÉ que o exame do meu filho vai ser NEGATIVO. Gostei MUITO do Seu Blog, e principalmente dessa energia Positiva que vc passa !!!Obrigado por esse espaço !!! Que Deus Abençoe Vc e sua Familia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se desespere também descobri na gravidez a hepatite e não pude amamentar meu filho,e quanto ao exame do seu filhinho também não se desespere o melhor é repetir o exame após um aninho de vida e tenha muiiiiita fé tudo dará certo
      bjs

      Excluir
    2. Amiga Danniely Sabino.O que seus médicos fizeram com voce foi um crime e cabe processo viu, pois fui muito bem orientada pelo meu médico Marcelo Portugal da equipe de Raimundo Paraná o mais atualizado do país e ele me disse que eu iria amamentar minha filha sem problemas. No hospital Sto Amaro qdo ela nasceu, só me deram ela no outro dia, no meio da noite veio uma chefe de enfermaria toda cheia de pose e me disse " vc sabe que nao vai poder amamentar sua filha"Eu respondi: quem te disse? Vou sim, pois fui muito bem orientada pelo meu médico M. Portugal e ele me disse que eu posso sim amamentar minha filha. liguei para ele, ele ligou para o hospital, deu uma baixa na ignorancia delas e eu amamentei 6 meses minha filha, 6 meses o meu filho que tive logo em seguida e ambos fizeram o exame com 18 meses e estao negativos . Gracas a Deus. O que vc tem que fazer é bastante massgem no peito ainda na gestacao para evitar empedrar e ferir (sangrar) o peito. Agora com meus filhos com 6 e 4 anos estou fazendo os ultimos exames para dar entrada no tratamento. bOA SORTE E nao se culpe , culpe a ignorancia de medico que nao se atualiza

      Excluir
  27. Sou advogada no Rio e descobri que fui contaminada com Hepatite C oir relação sexual. Meu, então namorado tratou o assunto com absoluta banalidade e vem me dando apenas apoio financeiro. Estou preocupada com o tratamento, pois não tenho pais vivos e uma filha de 11 anos para cuidar, além de historico de depressão, mas foi muito bom ler seu diário, pois me dá uma total ciencia do que pode acontecer e assim, posso me preparar para o que vier.
    Meu fígado tem fibrose 0 e minha carga viral é de 99.000 Ui, por isso quero tratar logo e me livrar disso,

    ResponderExcluir
  28. olá td bem,eu preciso de ajuda,estou com a hepatite c tb mais tb estou com muito medo,de td que possa a vir acontecer,eu tenho 3 filhos,mais nem um deles tem,mais estou muito preocupada por minha filha de 14 anos ela é especial eu não sei como me comportar em relação a ela,por favor me ajudem,vou comecar o tratamento logo,a saúde em nosso pais e lenta mesmo ne,adorei cada depoimento de vcs,o seu diario foi muito importante para mim,,OBRIGADO,QUE DEUS ESTEJA SEMPRE COM TDS NÓS...BJS NO CORAÇÃO DE CADA UMA DE VCS

    ResponderExcluir
  29. oi ana flor,eu li seu diario e sua coragem,sua alegria diantes dos fatos só me fazem perceber que nao vai ser tao dificil assim pra mim, eu inicio o tratamento esta semana, minha garga viral é 1.470.000 esta no inicio, confesso que antes de ler teu diario eu ja estava perdendo o sono de preocupaçao,parabens , minha filha de 20 anos, tambem vai iniciar o tratamento nas férias no fim do ano, valeu e boa sorte pra nós, abraço!

    ResponderExcluir
  30. Olá Ana, que Deus te Abençoe pelo diário, pois esta me ajudando muito.Desde 2010 estou fazendo exames e só agora estou iniciando o tratamento.Sou F1A2 e iniciei o meu tratamento ontem (02/07/12) às 10:00hs da manhã, pois não consegui tomar na sexta-feira e tenho várias dúvidas, principalmente por ter tomado a "injeção errada"...rs...pois ouvi muito falar dos efeitos colaterais e até o momento só estou com dor de cabeça, mas pelo seu blog os efeitos colaterais são com o passar do tempo.Trabalho em uma Indústra como assistente de vendas e preciso muito trabalhar, também sou casada e tenho uma Amanda de 8 anos (é a minha vida) e vou precisar de orientação nessa minha nova jornada.

    ResponderExcluir
  31. Olá a todos... preciso de ajuda.. meu pai está na metade do tratamento e com a pele toda ferida, no corpo inteiro, não aguenta mais de tanta coceira.. Algum de vcs já passou por isso? O que fazer pra amenizar?É muito sofrimento meus Deus!! Se eu pudesse partilharia com ele para vê-lo melhor.
    Obrigada de fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
  32. Este é mais um dos efeitos adversos do tratamento, vc poderá solicitar ao médico assistente que prescreva um medicamento para abrandar este sintoma , como algum anti alérgico,a pele seca você deverá mante-la bem hidratada com cremes hidratantes,creme de uréia ou até com óleo de girassol.Este tratamento é bastante pesado, como já ouvi de muitos clientes, mas mantenha o foco, não deixe que desista, é difícil,mas é uma das oportunidades que se tem de negativar o vírus,você poderá encoraja-lo,a presença da família e amigos é muito importante nesta fase.
    Abraços
    Joice Romanini P. Sousa
    Enfª do Ambulatório de Hepatologia do HUCFF-UFRJ

    ResponderExcluir
  33. ROSETE SILVA DOS SANTOS3 de agosto de 2012 20:35

    MEU NOME É ROSETE TENHO 53 ANOS, TENHO O VIRUS DA EPATITE C DESDE 2007. MORO EM ABAETETUBA MUNICIPIO DO PARÁ, FAÇO ACOMPANHAMENTO NA SANTA CASA DO PARÁ, MEU GENOTIPO É 3.
    OI FLOR VOCE E UM ANJO ILUMINADO PRA NOSSAS VIDAS, INFELIZMENTE PERDI O AMOR DA MINHA VIDA COM ESSE MALDITO VIRUS, TEM UM ANO QUE O MEU ESPOSO FALECEU COM SIRROSE E EMORRAGIA DIGESTIVA, ESTOU RECEBENDO O RESULTADO DA MINHA ULTIMA BIOPSIA AGORA DIA SETE DE AGOSTO PARA COMEÇAR O MEU TRATAMENTO, ESTOU APAVORADA, POIS NÃO SEI COMO VOU REAGIR COM OS REMEDIOS E TAMBEM NÃO SEI SE VOU PODER TRABALHAR.
    GOSTARIA QUE VC ME ORIENTASSE DE ALGUMA FORMA SOBRE AS REAÇÕES, POIS PRECISO TRABALHAR E NÃO TENHO QUEM ME DÊ NADA. GOSTARIA DE SABER SE QUANDO COMEÇA O TRATAMENTO A PESSOA PODE TRABALHAR EMFIM, SE PODEMOS TER UMA VIDA NORMAL.
    TENHO MUITA FÉ EM DEUS QUE AINDA VAMOS RIR MUITO DESSA SITUAÇÃO E TUDO VAI FICAR BEM.

    ResponderExcluir
  34. oi Flor desde que descobri que tinha Hepatite C na época estava grávida de meu segundo bb ,fiquei apavorada, mas Deus me enviou um grande médico que cuidou de meu tratamento dia 8/08/12 tomei minha ultima injeção de interferon e quando fiz o exame na 12 semana já estava abaixo de 15 UI, agradeço muito por vc ter feito esse blog pois toda vez que estava muito desesperada passava por aqui e lia sobre seu tratamento e pensava assim como ela serei forte e vou vencer, para quem está com medo de iniciar o tratamento digo : TENHAM FÉ, FORÇA E DETERMINAÇÃO pois tudo estaria perdido sim se não tivessemos esperanças mas como graças ao maravilhoso Deus temos vamos aproveitar né , SEJAM FORTES E CONFIEM QUE TUDO DARÁ CERTO ,e como tudo na vida tiremos o que há de bom e deixemos de lado o que é ruim.
    A VIDA É LINDA E VALE LUTAR POR ELA SEMPRE

    FLORZINHA MUITOOOO OBRIGADA NOVAMENTE
    obs: assim que sair meu ultimo resultado passo por aqui para contar como está td
    bjssssss

    ResponderExcluir
  35. luiz carlos campos23 de agosto de 2012 22:33

    Boa noite, meu nome é Luiz Carlos Campos, tenho 58 anos e há 06 meses descobri ser portador do virus da hepatite c. Gostaria de saber, diante de tudo que passou,algumas coisas q me afligem muito. Logo q sou be q era portador do virus fiquei apavorado, fiz todos os exames solicitados pelos médicos e ate hoje,23 de agosto, não iniciei o tratamento. Minha preocupação é grande pois acredito ter adquirido o virus em 1980,(morava na Nigeria, Africa) ou seja, 32 anos atras.Se puder me ajude nas seguintes duvidas:1-É normal o tratamento demorar tanto assim ? 2-Sou administrador de empresa, trabalho com carteira assinada, no momento to de férias e já fui alertado pelos donos da empresa que serei demitido qdo voltar ao trabalho, gostaria de saber se enquanto estiver em tratamento posso ficar encostado no INSS ? pois se voltar ao trabalho serei demitido,acha que consigo? 3- Vc tem noticias de alguma situação idêntica a minha ? 4-Por trabalhar basicamente com planilhas, numeros, negociaçõpes e pessoas, este tratamento me atrapalharia? Aguardo um retorno o mais breve possivel, obrigado e fique com Deus.

    ResponderExcluir
  36. AMIGOS E FLOR ESTOU NA MESMA SITUAÇAO QUE VCS POREM JA FIZ O TRATAMENTO POR 48 SEMANAS COM INTERFERON E RIBAVIRINA SEM SUCESSO EM 2009/2010 AGORA ESTOU COM O INTERFERON PREGUINADO E RIBAVIRINA OS EFEITOS COLATERAIS SAO MAIS FORTES ESTA MUITO DIFICIL ASSOCIAR AO TRABALHO SEI QUE A HEPATITE C NAO DA GARANTIA DE TRABALHO MAS TAMBEM NAO DA DEMISSAO O MELHOR E CONTINUAR TRABALHANDO E PEDIR A DEUS QUE AJUDE PORQUE SO ELE MESMO PARA AJUDAR A SUPERAR A FADIGA , ENJOOS, TONTURAS DORES ETC NÃO É FACIL MAS COM DEUS E NOSSA SENHORA A FRENTE VAMOS VENCER COM CERTEZA NAÕ TENHAM DUVIDA A VITORIA É CERTA .TUDO PASSA SO NÃO PASSA O AMOR DE DEUS POR NOS.

    ResponderExcluir
  37. Legal sua iniciativa de contar tudo... Acho que não teria paciência para relatar tudo isso... Tomei ontem minha primeira injeção e também brinquei: Será que tomei a injeção certa? Pensei que iria ser bem pior, mas pelo que pude perceber o pior ainda está por vir.
    Nem sei porque a gente fica procurando saber... enfim... queria entender o que estou sentindo e o que não estou sentindo ainda...
    Espero que você melhore... Bjo.

    ResponderExcluir
  38. O MEU TRATAMENTO SO DUROU 12 SEMANAS, NÃO CONSEGUI
    MAS ESTOU FELIZ POR VOCE

    ResponderExcluir
  39. Legal mesmo esta iniciativa de relatar o seu tratamento. Também comecei o meu tratamento dia 25/09/2012 e estava com muito medo, mas graças a Deus por enquanto não senti nada. Sei que tem uma caminhada longa e difícil com vários efeitos colaterais, mas Deus esta conosco!

    ResponderExcluir
  40. Amigos, estamos no mesmo barco, não devemos deixá-lo afundar, eu desobri que estou portadora de hcv em grau 1, em outubro de 2010, tinha acabado de me casar, desde então inumeros exames de sangue para acompanhar, eu tenho um agravante, nesse interim, tive 4 intervensão cirurgicas, muitos dias tomando antibióticos, que são nocivos para o fígado e sou usuâria de morfina há 10anos, agora a alguns dias meu ultimo exame esta bem alterado, meu gastro acha que ja vou começar o tratamento, mas depende do infectologista. Confesso estou com muito medo, mas creio que Deus vai me dar forças e espero zerar rápido. Deus ajude a todos nós. Erli esmjacinto41@gmail.com

    ResponderExcluir
  41. Estou indo para a minha terceira semana de tratamemto e confesso que estou surpresa com os efeitos colaterais que foram bem poucos até agora. Na verdade só senti mesmo na primeira semana. A única coisa que sinto é muito cansaço e minha gengiva está super sensível e inflamada com muitos sangramentos. Meu primeiro exame de sangue depois de duas semanas tb me apavorou um pouco... queria saber se alguém pode me ajudar.. Como se sobrevive ao tratamento com as plaquetas despencando e a anemia dando sinal de vida em tão pouco tempo? Isso sim está me atordoando..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. amiga...eu tinha tudo contrario para ser negativada...maior de 60,ñ sabia como tinha me contaminado,,,e vivendo em um pais distante,so eu e meu marido...busquei refugio em Deus e fui...tinha agravante de ter o pior virus para cura 1a...tive uma etapa que passei mal,era algo como febre,uma gripe mas nos dias da injecao e tomar medicamentos diarios,antes orava muito,organizei uma agenda,onde anotava tudo,e um prontuario com todos meus exames,a cada injecao e a cada ribberina que terminava ia colando nas respectivas datas,,,perdi peso,de 60 pesei 44,perdi meus cabelos,tinha que diblar a falta de apetite mas nunca deixando de comer com uma dieta elaborada por uma nutricionista,tinha um cafe da manha forte,mas mesmo alimentando ,ñ engordava mesmo,,,com a aplicacao do interferon que tomava as 10 da noite,ja tomava em seguida medicamento para febre e com as quedas da praquetas tomava uma injecao semanal ,,,fui atendida por um hepatologista que ñ levantou expectativa de que eu pudessse negativar,,,e como sou catolica e ando sempre com um tercinho no peito,ele me dizia,"vc anda com essas coisas ai,pode ser",eu ñ respondia nada,mas dentro de mim ,minha forca interior dizia,estas equivocado,eu tenho um medico dos medicos que esta me curando,,,e fui sempre negativando e eliminando a carga viral em todos os exames,,,amiga,tomar os medicamentos em horarios certos,buscar alimentar mesmo sem vontade e sobretudo a fe,,,os medicamentos curam junto com a fe,,, e muita forca de vontade,que esse periodo doloroso passa,,,

      Excluir
  42. Olá!

    Fiz o tratamento e estou negativado já fazem quatro anos.Usei o Interfero normal(não peguilado) aplicado três vezes por semana juntamente com a Ribavirina.
    Um ano antes de iniciar o tratamento comecei a usa PRÓPOLIS VERDE
    diariamente,o que (para mim) me auxuliou a diminuir os efeitos colaterais,que praticamente não tive, e (para mim) também ajudou meu sistema imunològico durante o processo(placebo??).
    Usei muita água todos os dias (cerca de 3 litros) pois segundo sites que eu pesquisei principalmente fora do Brasil são os metabòlitos resultantes do metabolismo do Interferon e
    Ribavirina que causam os efeitos colaterais.Perdi um pouco de peso e tive que usar Eritropoetina para corrigir uma baixa nos hematócritos e na hemoglobina,no final do tratamento.
    Fiz todo o tratamento através do estado ,sem custo com os medicamentos.
    Atualmente todos os exames do fígado voltaram a ficar normais.

    Desejo a todos que estão por iniciar o tratamento muita força!!!

    Abraços!!!


    ResponderExcluir
  43. Olá, meu nome é Ruth,estou muito feliz por ter conhecido esse site,hoje é meu primeiro dia por aqui, meu pai é portador da hepatite C, ele tem a doenças há anos, mas só agora o médico optou pelo tratamento. Sei pouco sobre o caso dele, mas a partir de agora vou buscar conhecer tudo de forma minunciosa a fim de ajudá-lo a superar essa doença. Acredito que nossa caminhada poderá ser um pouco mais árdua por conta de sua idade, ele tem 72 anos, mas ao mesmo mesmo tempo fico extremamente otimista por saber que ele é um grande guerreiro, um homem diferenciado, que ama a vida e que fará de tudo pra vivê-la com saúde por muitos e muitos anos que ainda estão por vir....Temos um Deus misericordioso que sabe de todos os nossos limites e dificuldades. Saúde e Sucesso a todos!Fé, esperança,força, determinação e união farão toda a diferença na vida de cada um de nós familiares e portadores da hepatite c. Desde já agradeço a cada um de vocês por existirem em nossas vidas, vocês nos ajudarão a combater essa doença!Valeuuuuu

    ResponderExcluir
  44. Boa tarde,
    Tenho 20 anos, e fiquei sabendo através de uma doação de sangue que estou com hepatite C, estou meio confusa e sem chão ... seu blog está me ajudando a ter forças para iniciar essa luta!
    Abraço,
    Jennifer

    ResponderExcluir
  45. oi flor aq e mais uma da lista descobri q estou com hepatite c peguei em 2 tranfusão de sangue a 30 anos atraz ainda ñ começei o tratamento porque fiquei esperando uma vaga em um hospital,graças a Deus a vaga ja chegou estou muito anciosa as pessoas falam coisas tipo q ñ e facil o tratamento isso eu ja sabia mais na verdade estou dezesperada me manda uma resposta porque vc, mostrou q e forte

    ResponderExcluir
  46. Meus queridos, me chamo Doris e quero declarar que minha mãe iniciou o tratamento com (pasmem) 76 anos. Li todo o relato da Ana e todos os demais...TODOS OS SINTOMAS DE MINHA MÃE SÃO IDENTICOS A TODOS OS RELATOS. A carga viral após os primeiros 4 meses (12 semanas) de tratamento caiu muitíssimo, tanto que o médico reduziu a Ribaverina diária pela metade, tomava 2 comprimidos cedo e 2 à noite, agora 1 cedo e 1 à noite. O Interferão Peguilato ( injeção) continua 1 p/ semana. Tomou essa medida pois a cada 10 ou 15 dias fazia transfusão de sangue pois o HB chegou à 6,6 nuna certa ocasião. Agora, depois de diminuir a dose da Ribaverina a taxa de HB não cai tanto (mas continua com cuidados e observação). SIM também cremos NO DEUS QUE TUDO PODE e isso ajuda muito no tratamento. Quando está muito mal A PALAVRA DE DEUS é um lenitivo. Tenho uma amiga no serviço que realizou TODO O TRATAMENTO "TRABALHANDO", mas é bem mais nova que minha mãe. Digo a todos: NÃO DESISTAM. "O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã". Deus abençõe a todos.

    ResponderExcluir
  47. Flor, terminei meu tratamento faz 05 meses e posso afirmar com conhecimento de causa "VC É UMA GUERREIRA" parabéns..

    ResponderExcluir
  48. ola fazem 5 meses que estou fazendo meu tratamento ,faltam apenas 1 mes e quase desisti,na verdade passei por péssimos momentos que foram menos que os bons momentos e o mais importante e saber que devo a mim mesmo fazer este pequeno esforço ,pq no final a cura vira ,deus e maravilhoso em nossas vidas .acreditando nisso e compartilhando com outros juntos chegaremos lá,bom tratamentos para todos nós ,muita força e fé.
    hortolandia

    ResponderExcluir
  49. comecei o meu tratamento sábado 10 agosto, ao contrario do que imaginava os efeitos da injeção nem sei o que são, apesar de andar mais ansiosa, com algum enjoa apos a ribavarina que melhora quando está proximo da seguinte toma, mas o psicológico chegou muito cedo. Mas um dia de cada vez, só penso que quero destruir este virus, não pode ser mais forte...que nós.

    ResponderExcluir
  50. comecei o meu tratamento sábado 10 agosto, ao contrario do que imaginava os efeitos da injeção nem sei o que são, apesar de andar mais ansiosa, com algum enjoa apos a ribavarina que melhora quando está proximo da seguinte toma, mas o psicológico chegou muito cedo. Mas um dia de cada vez, só penso que quero destruir este virus, não pode ser mais forte...que nós.

    ResponderExcluir
  51. Olá, não sei como me contaminei, mas enfim já aceitei. È dificil o primeiro impacto, mas mais difícil é dizerem-lhe que como não está doente não é para tratar, mas ao fim de 16 anos após o diagnóstico comecei o tratamento com o genótipo 1, infelizmente o mais dificil de negativar. Estou na primeira semana, não senti os efeitos da injecção que são relatados por vós, um ou outro dia um pouco triste mas com força para continuar. Alguma comichão e sensação de falta de ar, hoje fui à praia e apesar de pouco tempo surgiram umas manchas nas pernas, fugi literalmente de lá e as manchas desapareceram após o banho. Para todos vós força e tenhamos esperança nos novos tratamentos. Um abraço, vou dando notícias.

    ResponderExcluir
  52. OI meu marido está com hepatite c + ou - uns 25 anos,mas só agora que descubrimos.Ele está com dificuldade de começar o tratamento porque as plaquetas estão abaixando muito,essa semana estava em 38.000,muito baixas,e o tratamento faz abaixar pela metade,o risco de imorragia é muito grande,pode entrar em coma,ficar em UTI,estamos muitos preocupados.Mas a confiança em Deus é maior,tenho certeza que ele trará uma saída e tudo sairá bem.

    ResponderExcluir
  53. Eu fiz o tratamento que durou praticamente um ano e, graças a Deus, consegui vencer e eliminar os vírus por completo. Todos os dias, ou melhor, todas as noites ou fins de tarde eu fazia uma caminhada de 40 minutos, em ritmo moderado, para me exercitar, exceto nos dias em que eu recebia as agulhadas, nas sextas-feiras. Isso me ajudou muito física e psicologicamente (fica a dica). Existem momentos de sofrimento durante o tratamento, mas não persistem durante a maior parte do tempo. A quem está fazendo o tratamento, eu digo: Vai com fé.

    ResponderExcluir
  54. Olá.
    Tudo que li me e muito familiar.
    Porém meu tratamento durou 1 ano. Tive todos esses efeitos colaterais, e infelizmente perdi 2 fabrica ao qual representava, não tiveram paciência e compreensão pelo que eu estava passando. O ponto positivo disso tudo é que venci, após um ano o resultado veio e foi Negativo, PCR. Negativado, uma alegria enorme e sensação de dever cumprido. Nos ensina a ter e dar mais valor a vida e as pequenas coisas. Aos amigos que lêem seu blog ou diário, deixo a mensagem para que ano desistam nunca, pois quem acredita sempre alcança!! Fiquem com Deus e muita saúde a todos!

    ResponderExcluir
  55. Bom dia!
    Me vi em tudo que você descreveu em seu diário! A diferença è que meu tratamento durou 1 ano. Gostaria de acrescentar que além dos efeitos colaterais que sentimos, temos de lidar coma incompreensão de quem está ao nosso redor. Escutei que eu estava fazendo corpo mole, perdi duas empresas que eu representava na região, pois me disseram que a queda de minhas vendas não tinha justificativa. Meu pai de 75 anos dirigiu pra mim, ajudou eu a a vender, tudo em vão

    ResponderExcluir
  56. Olá ! Estou na sexta semana de tratamento tomando o pegasys e ribavirina, li vários relatos dos efeitos colaterais, venho aqui dizer que desde a primeira aplicação do pegasys não senti absolutamente nada, continuo fazendo academia , e olha estou até aumentando os pesos, não tenho dor de cabeça, tontura enjôo absolutamente nada, brinco com minha médica que estão me aplicando placebo, e a ribavirina também não tem efeito sobre meu organismo, estou trabalhando normal, e ainda faço minhas corridas normais em média 15 km por semana,no começo estava assustado com o relatos dos efeitos, mas quero compartilhar com todos , que em alguns casos é vida literalmente normal, não sei como vai ser mais para frente , então não temos como prever o que acontecerá no futuro, então fica aqui meu relato que alguns casos podemos fazer o tratamento sem efeito colateral nenhum.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por seu relato otimista, Clodoaldo! Que continue! Abraço!

      Excluir
  57. Boa tarde, sou marcelo terminei o tratamento de 6 meses (genótipo 3) e negativou no inicio e no final do tratamento, gostaria de saber se alguém aqui sofreu efeitos colaterais tipo enjoo, imdisposição depois do final do tratamento. Caso tenha alguem por favor compartilhe.

    ResponderExcluir
  58. Olá Flor, sempre brinquei sobre quando chegasse a hora da passagem eu fosse estrebucha, acabei de descobrir que estou com o virus c - ainda não fiz os exames para começar o tratamento, mas, já comecei a encarar a realidade, pois, sempre bebi muito e acredito que o vírus esteja comigo a mais de 20 anos, então o estrago deve esta feito. Você me inspirou a relatar minha história de uma maneira agradável, pois, quantos tem a oportunidade de se despedir de forma graciosa dos verdadeiros amigos, esposa e dos filhos... fiquei feliz por minha esposa estar livre desse vírus... tinha medo pelo meus filhos, um tem 14 anos e a outra tem 7 anos. Se eu conseguir vencer essa vou rir muito se não vou rir do mesmo jeito. Ainda mais, porque pedi para minha filha plantar um pé de cevada pra lembrar de mim... Sempre fui apaixonado por boa cerveja e bons vinhos.... segunda começa os exames, daí saberei qual será o tratamento isso se houver... Agora compreendo Renato Russo quando ele fala na música, vamos celebrar a estupidez. Isso não significa que eu desisti, e sim que tomei consciência... kkkkkk.... Vamos a luta.

    ResponderExcluir
  59. Comecei ontem meu tratamento com um novo medicamento o PIB 48 em uma pesquisa do Ministério da Saúde. Descobri acidentalmente que era portador da hepatite C. A biopsia apresentou o resultado A2F3, sem eu sentir nenhum sintoma. Neste segundo dia sinto frio. Estou tapado com cobertor em pleno 23 de dezembro. Gostei do diário, assim ajuda a entender o que estou sentindo. Quero ganhar esta batalha pois " Não há mal que perdure " como diz o velho ditado aqui no RS

    ResponderExcluir
  60. 27 de Janeiro de 2015 14:05
    Boa noite, meu nome é Itamar Duarte, tenho 53 anos e há 06 meses descobri ser portador do vírus da hepatite c. genótipo 1 ,Gostaria de saber, diante de tudo que passou. li todos, os relatos fiquei e estou nervoso meio boro cocho, fiz todos os exames solicitados pelo médico, no dia 28/01/2015, vou levar tudo pra ele. Minha preocupação é grande, pois acredito ter adquirido o vírus em 16/04/1994.Se puder me ajude nas seguintes duvidas:
    É possível saber como peguei esse vírus?
    Você tem noticias de alguma situação assim?
    Poxa admiro você toda essa luta e fazer um blog, ter toda essa paciência de contar tudo
    Podemos manter contato meu Email é duarteitamar@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  61. olá tenho muita queda de cabelo estou com pouco cabelo vc tem alguma dica de shampoo para isso? muito obrigado desde já,obs meu tratamento é para um ano e meio

    ResponderExcluir
  62. fiz meu primeiro exame de dangue após o primeiro mês do novo tratamento de hepatite c, e já deu como não detectável, estou muito feliz, e sem qualquer reação, graças a Deus.
    gostaria que todos tivessem essa oportunidade que estou tendo.

    ResponderExcluir

Oi! Que legal que vc vai escrever alguma coisa! Assim, vc ajuda a "dar alma" ao blog.
Gostou? Não gostou? Quer dar sua opinião? Acrescentar mais alguma coisa? Compartilhar sua experiência? Será muito bem-vindo!
Um abraço!


PS: Fique atento que os comentários são indexados pelo Google. Portanto, se você quiser permanecer anônimo, não comente usando sua conta do Google, mas sim como "anônimo" ou com um nome fictício, ok?